Search
Generic filters
Exact matches only
Search in title
Search in content
Search in excerpt
Filter by Categories
Politica
Desporto
Economia
Sociedade
Ambiente
Cooperação
Cultura
Internacional
Destaques
Eleições

Santo Antão: Agricultores dizem-se “ansiosos” devido a demora no arranque de projecto agro-industrial

Porto Novo, 24 Abr (Inforpress) – A demora no arranque do projecto agro-industrial de Santo Antão, inicialmente previsto para “os primeiros meses” de 2020, está a deixar os agricultores “ansiosos”, que, porém, continuam a acreditar neste investimento de 2,4 milhões de contos.

Este projecto privado, a cargo da empresa  Aquasun Energia e Água, vai ser implementado na zona Sul do Porto Novo, mais precisamente em Casa de Meio e Ponte Sul/Chã de Mato, onde os agricultores têm estado a manifestar “alguma aflição” pela demora na implementação do projecto.

Apesar da demora, os agricultores em Casa de Meio, segundo o porta-voz Miguel Santos, continuam a acreditar no projecto e têm a expectativa de que os investimentos previstos sejam concretizados, pelo impacto que terão no sector agrícola em Santo Antão.

A administração da empresa Aquasun Energia e Água já informou que este projecto ficou condicionado pela pandemia do novo coronavírus, mas que continua “a trabalhar” para a sua concretização, pois trata-se de um “importantíssimo investimento” para Santo Antão.

Além do estudo de impacto ambiental já concluído, foram também adquiridos mais de 20 hectares de terrenos para a instalação do projecto, que consiste na montagem e operacionalização de um parque solar de 7,5 megawatts e uma dessalinizadora da água do mar, capaz de produzir 3.500 metros cúbicos de água/dia, destinada à agricultura.

A empresa Aquasun Energia e Água garante estar a fazer “um esforço enorme” para ultrapassar as limitações e as dificuldades criadas pela covid-19, com vista à concretização deste empreendimento.

JM/AA

Inforpress/Fim   

Share on facebook
Facebook
Share on twitter
Twitter
  • Galeria de Fotos