Search
Generic filters
Exact matches only
Search in title
Search in content
Search in excerpt
Filter by Categories
Politica
Desporto
Economia
Sociedade
Ambiente
Cooperação
Cultura
Internacional
Destaques
Eleições

Santiago/Ribeira Grande: Condições criadas para implementação das medidas de protecção social de cuidados a idosos – edil

Cidade da Praia, 09 Mai (Inforpress) – O presidente da Câmara Municipal de Ribeira Grande de Santiago garantiu hoje que a autarquia já tem criado todas as condições para a implementação das medidas de protecção social de cuidados a idosos.

O Governo anunciou na quinta-feira, 07, as medidas de protecção social de cuidados a idosos, que prevê a contratação de 68 cuidadores formais e informais, a serem alocados aos municípios da Praia, São Domingos, Ribeira Grande Santiago, Santa Cruz, Tarrafal de Santiago, Santa Catarina, Mosteiros e nas ilhas de São Vicente, Brava e Maio.

Em declarações à Inforpress, Manuel de Pina informou que o município já conta com um cuidador social, que está a trabalhar há três semanas com os idosos identificados, em colaboração com os membros das juntas administrativas.

Questionado se um cuidador é suficiente para o cobrir todo o município, esclareceu que o concelho conta com poucos idosos em situação de vulnerabilidade, pelo que “este número satisfaz”.

“Idosos em situação de vulnerabilidade foram reconhecidos três, mas alargamos o critério de busca e foram identificados mais alguns, mas de todo modo, os membros da junta administrativa vão ajudar no acampamento dos idosos”, explicou.

Manuel de Pina declarou ainda que foram criadas as condições de transporte do cuidador para as localidades e que, de acordo com a inventariação e identificação de cada caso, a câmara vai ajudar no acompanhamento dos idosos a nível de alimentação e saúde, entre outros cuidados.

O Governo adoptou o sistema de cuidados a domicílio, com recurso ao recrutamento de trabalhadores sociais, cuidadores e voluntários, em articulação com os serviços das câmaras municipais, da Protecção Civil e da Saúde.

Esta medida visa assegurar o reforço das equipas sociais locais com a contratação de cuidadores formados e cuidadores informais para garantir a entrega de refeições ao domicílio e elaborar uma triagem dos idosos em situação de dependência, que vivem isolados.

Pretende igualmente assegurar o reforço das equipas sociais locais com a contratação de cuidadores formados e cuidadores informais para garantir a entrega de refeições ao domicílio e elaborar uma triagem dos idosos em situação de dependência que vivem isolados.

Estão registados no Cadastro Social Único 2.892 idosos que vivem sozinhos, dos quais 1.195 têm mais de 80 anos.

OM/AA

Inforpress/Fim

Share on facebook
Facebook
Share on twitter
Twitter
  • Galeria de Fotos