Search
Generic filters
Exact matches only
Search in title
Search in content
Search in excerpt
Filter by Categories
Politica
Desporto
Economia
Sociedade
Ambiente
Cooperação
Cultura
Internacional
Destaques
Eleições

Santiago Norte: Vários edifícios históricos e religiosos vão ser reabilitados no âmbito do Eixo IV do PRRA

Assomada, 18 Abr (Inforpress)- Vários edifícios históricos e religiosos erigidos nos municípios da região Santiago Norte vão ser reabilitados no âmbito do Eixo IV (Reabilitação do Património Histórico, Cultural e Históricos) do Programa de Reabilitação, Requalificação e Acessibilidades (PRRA) do Governo.

Trata-se das capelas de Poilão (São Lourenço dos Órgãos), Flamengos e Nossa Senhora do Socorro e antiga sede da delegação municipal (São Miguel) e a capela dos Engenhos, Museu da Tabanca, Igreja Nha Santa Catarina e Monumento da Revolta de Ribeirão Manuel (Santa Catarina), Ruínas da Igreja de Nhu São Tiago Maior (Santa Cruz) e o Campo de Concentração (Tarrafal).

Com excepção de São Salvador do Mundo, os outros cinco municípios (Santa Catarina, São Lourenço dos Órgãos, Santa Cruz, São Miguel e Tarrafal) da região Santiago Norte foram contemplados com o Eixo IV do PRRA sob responsabilidade do Ministério da Cultura e das Indústrias Criativas, através do Instituto do Património Cultural, visando a reabilitação de 29 edifícios históricos e religiosos no país, no decorrer da presente legislatura.

Conforme constatou a Inforpress, a equipa do Instituto do Património Cultural (IPC), liderada pelo seu presidente, Hamilton Jair Fernandes, já visitou estes edifícios com o objectivo analisar ‘in loco’ o estado dos mesmos e possíveis reajustes às propostas de intervenção, face ao orçamento e materiais disponíveis.

O projecto de reabilitação da capela de Poilão, em São Lourenço dos Órgãos, orçado em 6.552 contos, segundo o IPC, está a ser elaborado pelo arquitecto Ricardo Ortet e pelo engenheiro Anildo Moreira (Anildo RM). Esse edifício possui uma planta rectangular simples, com cobertura de telha marselha de duas águas, exibe uma só nave encimada com uma cruz.

No município de São Miguel, foram contempladas as capelas de Flamengos e Nossa Senhora do Socorro e a antiga sede da delegação municipal, cujos projectos estão orçados em 3.888, 4.334 e 18.000 contos, respectivamente.

De acordo com o IPC, as intervenções na capela de Nossa Senhora do Socorro visam não somente a sua requalificação, mas que tragam alguma dignidade à essa capela centenária, edificada em homenagem à Nossa Senhora do Socorro. Com uma planta em formato T, a capela possui uma cobertura abobadada no corpo central.

A fachada principal é de um só pano, delimitada por cunhais coroadas por pináculos, com um portal de verga em arco pleno, com inscrição MA, e rematada por um frontão curvo com cruz central. O seu projecto de reabilitação está a ser traçado pela arquitecta Jandira Teixeira Silva e pelo engenheiro Louvualu.

Já a capela de Flamengo, cujo projecto de reabilitação está a ser elaborado também pela arquitecta Jandira Teixeira Silva e pelo Engenheiro Anildo RM, conforme informações avançadas, o interior comporta jazigo datado de 1849, remetendo para época da sua construção.

“É um edifício com planta em formato T, com dois corpos escalonados de um só pano delimitado por pilastras nos cunhais arrematadas por pináculos, rasgada por vãos de verga em arco pleno, com frontão triangular”, descreve o IPC.

Já o projecto da reabilitação da Igreja de Nha Santa Catarina, situada na Cruz de Cima – Ribeira de Boa Entrada, no município de Santa Catarina, está orçado em 30. 990 contos e está a ser elaborado pelo arquitecto do IPC Adalberto Tavares, em colaboração com a equipa técnica da Câmara Municipal de Santa Catarina e Comissão Diocesana para reabilitação do património religioso.

Erguida no século XIX, a Igreja de Santa Catarina é provavelmente a primeira Igreja da paróquia do concelho, onde se comemora a festa de Nha Santa Catarina, assinalada a 25 de Novembro, a Santa padroeira desse município do interior da ilha de Santiago.

“Pelos traços arquitectónicos e imponente beleza estética, este edificado assemelha-se à arquitectura gótica”, considera o IPC.

Segundo a mesma fonte, a mesma apresenta uma planta rectangular simples, adossada com sacristia a norte e espaço usado actualmente como corro a sul, a cobertura da nave principal diferencia das restantes devido essencialmente a sua altura.

A fachada principal voltada para oeste em empenha triangular, delimitada nas laterais por cunhais revestida de argamassa de cal, pintadas na cor verde com desenhos específico, encimado por elementos decorativos.

Ainda em Santa Catarina vão ser reabilitados a capela dos Engenhos e Museu da Tabanca, Monumento Revolta de Ribeirão Manuel, cujos projectos estão orçados em 6.804, 8.100 e 2.640 contos, respectivamente.

Em Santa Cruz, as ruínas da Igreja de Nhu São Tiago Maior vão ser restauradas num investimento de 23.232 contos.

FM/JMV

Inforpress/Fim

Share on facebook
Facebook
Share on twitter
Twitter
  • Galeria de Fotos