Search
Generic filters
Exact matches only
Search in title
Search in content
Search in excerpt
Filter by Categories
Politica
Desporto
Economia
Sociedade
Ambiente
Cooperação
Cultura
Internacional
Destaques
Eleições

Santiago Norte: Primeiro-ministro pede “frente comum” para combater baixa taxa de vacinação na região

Cidade da Praia, 08 Jan (Inforpress) – O primeiro-ministro manifestou-se mostrou “preocupado” com a baixa taxa de vacinação em Santiago Norte e defendeu a criação de uma “frente comum” para combater “este problema”.

A preocupação foi levantada em Assomada, Santa Catarina, durante um encontro com as forças vivas da região de Santiago Norte, no quadro da campanha de vacinação contra a covid-19.

“Se a nível nacional estamos a 71 por cento (%), em Santiago Norte estamos 50,8  %“, precisou o primeiro-ministro, acrescentando que  São Salvador do Mundo, Assomada e Tarrafal estão abaixo dessa média.

“Temos que reconhecer que temos um problema porque estamos abaixo da média nacional. Quer dizer que estamos a vacinar  muito menos daquilo que é a média nacional “, notou.

 Ulisses Correia e Silva considerou, no entanto, que esse problema se avoluma por Santiago Norte ser uma região com “peso populacional” na ilha de Santiago e em Cabo Verde.

“Representa quase 50% da população da ilha e 50% da população não vacinada é muita gente por vacinar. Quer dizer que os efeitos e os riscos para são grandes e a pressão que pode exercer sobre o sistema de saúde é também grande”, apontou Ulisses Correia e Silva.

 Por isso, considerou que é preciso consciencializar de que há um problema para se dar a devida   atenção e fazer “muito mais” daquilo que se tem feito até agora, por parte dos cidadãos e do sistema de saúde.

“Temos que fazer uma grande frente comum   porque, caso contrário, vamos continuar com este problema, que não é somente de estatísticas e de números, porque ele é real”, advertiu o primeiro-ministro.

O encontro com as forças vivas de Santiago Norte,  de acordo com uma nota de imprensa,  teve como objectivo reforçar as acções da vacinação naquela região onde estão concentrados os municípios com menos taxa de vacinação dos adolescentes, nomeação São Miguel, São Salvador do Mundo e Santa Catarina, com 24,8, 14,4 e 12,3%, respectivamente, de acordo com a última actualização feita pelo director nacional de Saúde.

A região integra também o município que tem a maior taxa de vacinação, que é o concelho de São Lourenço dos Órgãos, que conta com a vacinação  dos 86,4% dos adolescentes e jovens, cuja taxa nacional era de 46,5% até quarta-feira, 05 de Janeiro.

No evento, Ulisses Correia e Silva foi acompanhado do ministro da Administração Interna e do ministro da Saúde, além das presenças, de entre outros, os presidentes das câmaras municipais de Santiago Norte, responsáveis da região sanitária,  delegados de Saúde e da Educação, directores das escolas, Protecção Civil e confissões religiosas.

OM/AA

Inforpress/Fim 

Share on facebook
Facebook
Share on twitter
Twitter
  • Galeria de Fotos