Search
Generic filters
Exact matches only
Search in title
Search in content
Search in excerpt
Filter by Categories
Politica
Desporto
Economia
Sociedade
Ambiente
Cooperação
Cultura
Internacional
Destaques
Eleições

Santiago Norte: Primeiro-ministro diz que as perspectivas apontam para um “bom ano agrícola” (c/áudio)

Assomada, 18 Set (Inforpress) – O primeiro-ministro disse hoje acreditar que, face à precipitação que se tem registado, este poderá ser um “bom ano agrícola” e mostrou-se contente com o que viu nos campos visitados do interior de Santiago.

Ulisses Correia e Silva falava à imprensa no final da sua visita à região Santiago Norte para acompanhar ‘in loco’ a campanha agrícola 2021/2022, em perspectiva, onde visitou os campos agrícolas de São Jorge, em São Lourenço dos Órgãos, Picos Acima, São Salvador do Mundo e Mato Baixo, Santa Catarina, acompanhado do ministro da Agricultura e Ambiente, Gilberto Silva.

“Depois de três anos de seca e em plena pandemia da covid-19 é bom ver a chuva cair, que em primeiro lugar vai fazer com que haja mais disponibilidade de água e trazer a alegria aos agricultores e criadores de gado”, congratulou-se o líder do executivo, que teve um “pequeno encontro” com alguns agricultores que estavam no campo a ultimar a segunda monda.

É que, segundo ele, a chuva é “muito bom”, tendo em conta que a agricultura significa para Cabo Verde rendimento e produção para muitas famílias.

O primeiro-ministro acrescentou que a chuva tem um significado “muito forte” para os cabo-verdianos, não só para os que vivem da prática da agricultura, mais para todos os cabo-verdianos, por esta ser “sinal de esperança e certeza numa confiança maior num futuro próximo”.

Daí a razão da sua visita ao interior de Santiago para partilhar essa alegria com os agricultores, que ultimam a segunda monda esperançosos “num bom ano agrícola”.

Em São Lourenço dos Órgãos, o chefe do Executivo esteve também em Ribeirão Galinha para visitar o sistema de abastecimento de água para este concelho, um projecto considerado de “importante” para o mesmo que passará a receber água dessalinizada para o consumo, a partir da Cidade da Praia, libertando assim alguns furos para agricultura.

Para Ulisses Correia e Silva este projecto de mais de 64 mil contos vai resolver o problema de abastecimento de água para o consumo nesse município do interior de Santiago que há alguns anos sofria com “penúria de água” e ainda em Rui Vaz, São Domingos.

“Com este bom investimento hoje conseguimos dar resposta e vazão a problemas graves que existiam a nível do abastecimento de água, fazendo com que este líquido chegue à casa das pessoas com qualidade e regularidade”.

Ainda neste município, o primeiro-ministro visitou os laboratórios do Instituto Nacional de Investigação e Desenvolvimento Agrário (INIDA) em São Jorge, que está a produzir os bio-pesticidas e trichogramma inimigo natural da lagarta do cartucho-do-milho para dar combate ao surgimento das pragas durante o ano agrícola em curso.

Aliás, sobre as pragas, o Ministério da Agricultura e Ambiente assegurou que as delegações a nível nacional já têm todas as condições criadas para, no caso de houver surgimento de focos de gafanhotos ou lagarta do cartucho-do-milho, combatê-las.

FM/HF

Inforpress/Fim

Share on facebook
Facebook
Share on twitter
Twitter
  • Galeria de Fotos