Santiago Norte: Partido Popular considera programa do Governo para mitigação um “autêntico falhanço”

Assomada, 09 Jun (Inforpress) – O Partido Popular de Cabo Verde (PP) considerou hoje a implementação do PEMSAA um “autêntico falhanço” em todos os seus três pilares, ou seja, o salvamento do gado, o emprego e a mobilização de água.

A afirmação é do líder do PP, Amândio Barbosa Vicente, que falava à imprensa após uma visita a várias localidades do concelho de São Lourenço dos Órgãos, principalmente nas zonas a jusante e a montante da barragem de Poilão, que de momento encontra-se seca.

Segundo o PP, que promoveu, igualmente, uma campanha informativa porta a porta, esta apreciação também é da população que diz que, mesmo como todo o apoio a nível internacional, o Programa de Emergência para Mitigação da Seca e Mau Ano Agrícola (PEMSAA) não se concretizou, em particular naquele município do interior de Santiago.

Neste sentido, o partido pediu ao Governo que “tire as coisas do papel” para que possa fazer resolver os problemas das famílias, anotando que, mesmo com a recuperação tardia de um furo, os agricultores continuam com o problema de água, porque, segundo dizem, não têm tubo para fazerem chegar a água aos campos.

Relativamente à barragem de Pilão, que se encontra sem água, Amândio Barbosa Vicente fez saber que os agricultores pedem que se faça o desassoreamento da mesma, mesmo que seja de forma faseada, antes do período das chuvas, para que se possa acumular maior quantidade de água possível.

Conforme explicou, só o facto da Organização das Nações Unidas para a Alimentação e a Agricultura (FOA) ter colocado Cabo Verde na lista de países que estão em “situação de emergência alimentar”, é mais do que evidente que tem havido “falhanço” do Governo na questão do PEMSAA.

Salientou o facto do Presidente da República, Jorge Carlos Fonseca, ter visitado o concelho e anunciado que o PEMSAA chegaria “dentro de um a dois meses”, lamentando que até hoje o problema não se resolve.

O líder do PP, que esteve acompanhado de outros dirigentes do partido, aproveitou para parabenizar o Ministério Público que anunciou a detenção, fora de flagrante delito, de uma mulher por suspeitas de furto qualificado e falsificações no âmbito da investigação à gestão do Fundo do Ambiente.

“Queremos que este trabalho de convocar as pessoas para os tribunais seja continuado, para que quando há má gestão do dinheiro público sejam responsabilizadas”, propôs, lembrando que “a responsabilização é um dos valores” do seu partido.

FM/CP

Inforpress/Fim

Facebook
Twitter
  • Galeria de Fotos