Santiago Norte: Governo lança projectos de abastecimento de água num investimento de mais de 151 mil contos (c/áudio)

Assomada, 07 Out (Inforpress) – O Governo lançou hoje os projectos de abastecimento de água nos municípios de São Lourenço dos órgãos, São Salvador do Mundo e Santa Catarina, em Santiago Norte, num investimento de mais de 151 mil contos.

Em São Lourenço dos Órgãos, o projecto abrange cerca de 21 quilómetros (km) de condutas, sete reservatórios, em que cinco foram reabilitados e dois construídos de raiz, três estações de bombagens, com capacidade de bombagem de 17 metros cúbicos por hora (m3/hora), beneficiando as localidades de Nhagar/Cutelo Montanha, Zeca da Moura, Monte Riba/Misericórdia e Rasta.

Segundo o Governo, financiador do projecto orçado em mais de 40 mil contos, o mesmo irá permitir a água dessalinizada da cidade da Praia chegar à localidade de Montanha e prevê aumentar a disponibilidade de água canalizada no município em cerca de 12,5 por cento (%).

Já os projectos de abastecimento de água de Santa Catarina (Junco) e São Salvador do Mundo (Tomba Pilão, Cutelo Vaz, Leitão Grande e Achada Igreja) também financiados pelo executivo em mais de 110 mil contos é composto por 16 km de condutas de distribuição, 8 km de condutas de adução, dois reservatórios construídos e quatro reabilitados, duas estações elevatórias construídas.

O projecto vai permitir que a água dessalinizada da Ribeira da Barca chegue à Picos Acima e Achada Igreja, em São Salvador do Mundo, e contemple cerca de 2005 novas famílias com água canalizada, e chegue às localidades de Junco e Cruz de Picos, em Santa Catarina, contemplando 850 novas famílias, representando um aumento de cerca de 2.1% de ligações de água canalizada no município.

Em declarações à imprensa, o chefe do Governo afirmou que os projectos de abastecimento de água nos três referidos municípios têm objectivos comuns que são, aumentar de forma significativo a quantidade de água disponível para as famílias e de forma regular e reduzir o custo deste líquido.

Destacou o facto de várias localidades de São Lourenço dos Órgãos e São Salvador do Mundo deixarem de ser abastecidas com auto-tanques, cujo preço de água é mais caro e irregular.

“Há uma grande diferença quando as pessoas vão poder abrir as torneiras e ter acesso a água em quantidade e qualidade”, observou Ulisses Correia e Silva.

“Em São Salvador do Mundo não vamos ficar por aqui. A nossa meta é aumentar ainda mais quantidade de água para as famílias e aumentar o nível de cobertura”, comprometeu-se, notando que este município que tem actualmente por volta de 32% de ligação domiciliária de água vai dar um “salto grande” e passar a ter por volta de 70%.

Por seu lado, os presidentes de câmara Carlos Vasconcelos (São Lourenço dos Órgãos), Jassira Monteiro (Santa Catarina) e Ângelo Vaz (São Salvador do Mundo), congratularam-se com a implementação deste projecto do Governo que vai melhorar a qualidade de vida da população, sobretudo das mulheres que saiam de casa para ir buscar este líquido, gastando a sua energia e tempo.

Além de reduzir o esforço das mulheres do mundo rural, os autarcas indicaram que ainda que a água vai ficar a menos custo que nos auto-tanques.

No acto de lançamento estiveram ainda presentes o ministro da Agricultura e Ambiente, Gilberto Silva, vereadores, eleitos municipais, deputados nacionais, e responsáveis da empresa intermunicipal Águas de Santiago (AdS).

Já este sábado, o primeiro-ministro, Ulisses Correia e Silva, vai presidir ao acto de inauguração das obas de construção e asfaltagem da estrada nacional de Cruz de Picos, Gil Bispo, Boa Entradinha e Chão Formoso, que atravessa os municípios de Santa Catarina, São Salvador do Mundo e Santa Cruz, em Santiago Norte.

A estrada nacional EN3-ST-19, que tem uma extensão de 14 quilómetros (km), com plataforma de 6 metros (m) sendo, faixa de rodagem 5 m, duas bermas de 0,5 m cada e raio mínimo das curvas em planta de 25 m, é financiado pelo Banco Mundial e pelo Governo de Cabo Verde em mais de 443 mil contos.

Pavimento em alcatrão, construção de muros, drenagem (valetas), obras hidráulicas, sinalização e segurança são os principais trabalhos a serem desenvolvidos.

FM/CP

Inforpress/Fim

Facebook
Twitter
  • Galeria de Fotos