Santiago Norte: Escola Técnica perspectiva ministrar cursos de formação profissional a partir de Janeiro deste ano – responsável (c/áudio)

Assomada, 02 Jan (Inforpress) – A Escola Técnica Grão-Duque Henri (ETGDH)em Assomada, Santa Catarina, no interior de Santiago, já tem as condições criadas para começar a ministrar, a partir de Janeiro de 2020, cursos de formação profissional.

A informação foi relevada à Inforpress, pelo director da escola, Arlindo Mendes, assegurando que aquele estabelecimento de ensino já foi acreditado com um fundo para apoiar os jovens que nem sempre têm condições para pagar ou custear as propinas de formação técnico-profissional.

Daí que, segundo ele, a instituição, que já foi acreditada para ministrar cursos de formação profissional, vai lançar candidaturas para que esses alunos, com parcos recursos financeiros , possam beneficiar de descontos nas propinas que podem ir até 70 por cento (%) ou mesmo de forma gratuita.

Conforme explicou, os cursos profissionalizantes que vão arrancar este mês na ETGDH estão inseridos no catálogo do Sistema Nacional de Qualificação e de acordo com as áreas existentes no mesmo.

E tendo em conta que pretendem continuar a formar jovens da região Santiago Norte, os cursos a serem abertos contemplam a Construção Civil, a Electricidade e Electrónica, da Electrotecnia, a Contabilidade e a Informática de Gestão, opções já existentes nessa escola de via-técnica.

Questionado sobre o porquê da não escolha de cursos que têm a ver com a agricultura e pecuária, tendo em conta que se está numa região onde as pessoas vivem desses sectores, Arlindo Mendes lembrou que a escola tem um projecto para essas duas áreas, que aliás, informou, já foi encaminhado para o Ministério da Agricultura e Ambiente há quase um ano.

A esse propósito, o responsável aclarou que a intenção da escola é também despertar os jovens para o sector agrícola e pecuária, tendo, por outro lado, assegurado que a escola já tem um espaço para arrancar com cursos nessas duas áreas, caso conseguir financiamento para tal.

A ideia desses cursos ligados à agricultura e pecuária, conforme esclareceu , visa capacitar todas as escolas da região Santiago Norte de como podem cuidar dos produtos e da plantação, gastando “menos água possível”.

“Queremos que este projecto seja montado aqui na escola, para que possamos melhorar a dieta alimentar dos nossos alunos e, quiçá , depois daí essas pessoas possam fazer um investimento ou dar continuidade a esse trabalho, por contra própria”, vaticinou o director da Escola Técnica Grão-Duque Henri.

A ETGDH para este ano lectivo 2019/20 conta com 955 alunos, orientados por 112 professores nas áreas de Construção Civil, Tecnologias de Informação e Comunicação (TIC), Electrotecnia, Electricidade e Electrónica, e Informática de Gestão e Contabilidade.

FM/JMV

Inforpress/Fim

Share on facebook
Facebook
Share on twitter
Twitter
  • Galeria de Fotos