Santiago Norte: Deputados do MpD pedem “mais atenção” à comunidade dos Rabelados em São Miguel

Calheta, São Miguel, 06 Mai (Inforpress) – Os deputados do Movimento para a Democracia (MpD) querem “mais atenção” à comunidade dos Rebelados, no município de São Miguel, no interior de Santiago, por esta “representar muito para a cultura da ilha de Santiago e Cabo Verde”.

Em declarações à imprensa, o porta-voz do grupo, Celso Ribeiro, que fez um “balanço positivo” dos dois dias da visita que terminou esta quinta-feira, informou que a mesma, que contemplou ainda o município do Tarrafal, teve por objectivo contactar instituições, serviços públicos e comunidades com contactos directos com população local.

Relativamente à comunidade dos Rabelados, a mesma fonte que destacou o potencial da mesma na área do artesanato, comprometeu-se a levar as preocupações para junto do Governo para que possam ajudá-la a reabilitar e tornar o centro de artesanato existente numa fonte de rendimento dos moradores.

Além da reabilitação do centro artesanal, Celso Ribeiro definiu ainda como “prioridade” a preservação das casas de palha, denominadas de “funcos”, e que, a seu ver, são um “património”, bem como construção de habitações “condignas” para as famílias, sobretudo as chefiadas por mulheres.

Durante a sua estada nos dois municípios, os parlamentares do MpD, que lembraram que o Governo tem dado uma “atenção especial” ao sector primário (agricultura, pesca e pecuária), aproveitaram para partilhar com a população, sobretudo os agricultores da Ribeira de Principal, São Miguel e do perímetro agrícola do Colonato do Tarrafal, os incentivos que o Executivo tem à disposição no âmbito da retoma para este sector primário, neste particular agrário.

É que, conforme lembrou, neste momento está disponível cerca de 300 mil contos e com uma taxa de juro “nunca antes visto”, ou seja, de 3,5 por cento (%) ao ano.

Os deputados, que deixaram garantias que vão levar os problemas da população e das instituições visitadas ao Governo, visitaram ainda em São Miguel a paróquia local e a Assembleia Municipal, e no Tarrafal estiveram na esquadra policial, Repartições de Finanças, delegação do Ministério da Agricultura e Ambiente, e a estrada de Fazenda.

FM/ZS

Inforpress/Fim

Share on facebook
Facebook
Share on twitter
Twitter
  • Galeria de Fotos