Search
Generic filters
Exact matches only
Search in title
Search in content
Search in excerpt
Filter by Categories
Politica
Desporto
Economia
Sociedade
Ambiente
Cooperação
Cultura
Internacional
Destaques
Eleições

Santiago Norte: Câmara do Tarrafal vai elaborar novo código de postura municipal que será aprovado ainda este ano – edil

Tarrafal, 18 Jul (Inforpress) – A Câmara Municipal do Tarrafal está a trabalhar num novo código de postura municipal que deverá ser submetido à Assembleia Municipal para a sua aprovação ainda no decurso deste ano, disse hoje à Inforpress o edil José Nunes Soares.

Segundo o autarca, as alterações que serão feitas ao código vigente desde 2006 justificam-se, tendo em conta o desenvolvimento, o crescimento e actualidades nesse município do interior de Santiago.

“Mais do que a mudança do código em si, o importante é que haja mudança na mentalidade das pessoas, que os munícipes e os cidadãos assumam também a sua cidadania, responsabilidades e deem a sua quota-parte para o bem de um município harmonioso, coeso, tranquilo, urbanizado e propenso a investimentos e que seja um espaço propício para lazer, descanso e para férias”, defendeu.

De entre as alterações ao novo código, José Nunes Soares destacou mudanças que têm a ver com saneamento, urbanização, questões da construção e do comércio, ou seja, segundo ele é um documento vasto, abrangente e que praticamente cobre as principais esferas e áreas.

No seu entender, por mais que se tenha um código “bonito e bem elaborado” só vão poder aplica-lo na prática se efectivamente houver mudança de atitudes, de mentalidade, do comportamento e de postura por parte dos munícipes.

É que segundo ele “há atitudes e actos que não devem ser praticados e aplicados em pleno século XXI, num espaço que se quer que seja harmonioso, aprazível e que dá gosto a todos os que o procuram”.

De acordo com o autarca tarrafalense, após a sua aprovação as pessoas vão ter que adoptar  novas posturas, novos comportamentos para que a aplicação do código seja possível, avisando que as regras vão ser aplicadas “doa a quem doer”.

Por isso, avançou que vão fazer sessões de apresentação e socialização antes de o documento ser submetido à Assembleia Municipal, ainda este ano, para a sua aprovação e entrada em vigor, substituindo o vigente desde 2006.

O autarca lembrou que este novo instrumento municipal consta no plano de actividades da autarquia, tendo realçado ainda que o mesmo está a ser muito bem elaborado, por um especialista da matéria que também elaborou o mesmo documento em outras paragens.

FM/FP

Inforpress/Fim

Share on facebook
Facebook
Share on twitter
Twitter
  • Galeria de Fotos