Santiago: Ministro da Cultura confirma inauguração da Igreja de Santa Catarina para 21 de Novembro

Assomada, 15 Nov (Inforpress) – As obras da reabilitação Igreja de Santa Catarina, também conhecida por “Igreja Baxu”, no interior de Santiago, serão inauguradas a 21 de Novembro, confirmou hoje à Inforpress o ministro da Cultura e das Indústrias Criativas, Abraão Vicente.

O governante adiantou que, “infelizmente”, não vai estar presente na cerimónia da inauguração da referida igreja aprazada para as 11:30 e que vai ser presidida pelo primeiro-ministro, Ulisses Correia e Silva.

A reabilitação da Igreja da Santa Catarina orçada em 33 mil contos está enquadrado no âmbito do Programa de Requalificação, Reabilitação e Acessibilidades (PRRA), levado a cabo pelo Governo, através do Ministério das Infra-estruturas, Ordenamento do Território e Habitação, do Eixo IV – Reabilitação do Património Histórico, Cultural e Religioso, coordenada pelo Instituto do Património Cultural (IPC).

Para as obras, cujos trabalhos sofreram um interregno devido ao impacto económico da covid-19, foram feitas demolição, ampliação do transepto, criação do bloco de apoio na parte posterior com o acrescento da sacristia, casas de banho e zonas de arrumos, substituição da cobertura em telha marselha com forro em madeira pinho, das portas e janelas, do piso em ladrilho de mármore e madeira e das luminárias.

As mesmas contemplaram aumento do pé direito do presbitério, criação do mezanino, pintura interior e exterior, instalação sonora e eléctrica, iluminação e calcetamento exterior.

De acordo com uma nota do Ministério da Cultura e das Indústrias Criativas (MCIC), as obras à ermida permitiram a preservação dos traços arquitectónicos, mas também de toda a história cultural e religiosa que envolve a população local.

Erguida no século XIX, a Igreja de Santa Catarina é, provavelmente, a primeira Igreja da paróquia do concelho, onde se comemora a festa de Nha Santa Catarina, assinalada a 25 de Novembro, a santa padroeira desse município do interior da ilha de Santiago.

“Pelos traços arquitectónicos e imponente beleza estética, este edificado assemelha-se à arquitectura gótica”, considera o IPC.

Segundo a mesma fonte, a mesma apresenta uma planta rectangular simples, adossada com sacristia a norte e espaço usado actualmente como corro a sul, a cobertura da nave principal diferencia das restantes devido essencialmente à sua altura.

A fachada principal voltada para oeste em empenha triangular, delimitada nas laterais por cunhais revestida de argamassa de cal, pintadas na cor verde com desenhos específico, encimado por elementos decorativos”.

FM/HF

Inforpress/Fim

Facebook
Twitter
  • Galeria de Fotos