Search
Generic filters
Exact matches only
Search in title
Search in content
Search in excerpt
Filter by Categories
Politica
Desporto
Economia
Sociedade
Ambiente
Cooperação
Cultura
Internacional
Destaques
Eleições

Santiago: Assembleia Municipal de Santa Catarina discute orçamento e plano de actividades para 2022

Assomada, 12 Set (Inforpress) – A Assembleia Municipal (AM) de Santa Catarina, no interior de Santiago, reúne-se nos dias 14 e 15 de Setembro, em sessão ordinária, para discutir a proposta de orçamento e plano de actividades da autarquia para 2022.

Além da discussão e aprovação desse instrumento de gestão, segundo uma nota da edilidade santa-catarinense, da agenda consta ainda apreciação do relatório de actividades da autarquia referente ao primeiro semestre de 2021, o pedido de autorização para o reescalonamento do prazo de amortização da conta caucionada junto da Caixa Económica, bem como a apresentação, discussão e votação da proposta de orçamento rectificativo referente a 2021.

O documento a ser submetido à Assembleia Municipal, foi aprovado no passado dia 09, na reunião da Câmara Municipal de Santa Catarina, tendo recolhido o apoio dos vereadores do Movimento para a Democracia (MpD, partido que gere a câmara) e do Santa Catarina Acima de Tudo (SAT, oposição), e a abstenção dos vereadores eleitos pelo Partido Africano da Independência de Cabo Verde (PAICV, oposição).

“O orçamento e plano de actividades para 2022 foi gizado sob o signo do equilíbrio entre as receitas e as despesas, respeita na íntegra as leis e regras referentes à elaboração de orçamentos, o que faz dele um instrumento eficaz para a gestão municipal, com ambições e metas claras, e focado, sobretudo, na satisfação das necessidades básicas das gentes de Santa Catarina, principalmente as mais atingidas pela crise”, lê-se numa nota publicada na página do Facebook da autarquia.

Ou seja, ajuntou a mesma fonte, é um orçamento para continuar a assegurar o reforço do apoio ao sector social, no combate à pobreza e na promoção da inclusão e do rendimento às pessoas vulneráveis, com acções concretas prioritárias de empoderamento das famílias mais pobres, particularmente as chefiadas por mulheres.

Acrescentou que o orçamento vai apoiar as micro e pequenas empresas, continuar a abraçar os jovens empreendedores com políticas activas de incentivo e facilitação, mantendo as linhas mestras e estratégicas de desenvolvimento do concelho a médio e longo prazo, com forte aposta no turismo, agricultura, pecuária, pesca, artesanato, cultura e património (material e imaterial), indo ao encontro dos legítimos anseios e esforços colectivos dos santa-catarinenses.

A sessão com início marcado para a partir das 09:30 vai realizar-se no Auditório do Liceu Amílcar Cabral, no primeiro dia – e de acordo com o regimento – os munícipes têm direito a intervenções.

FM/ZS

Inforpress/Fim

Share on facebook
Facebook
Share on twitter
Twitter
  • Galeria de Fotos