Search
Generic filters
Exact matches only
Search in title
Search in content
Search in excerpt
Filter by Categories
Politica
Desporto
Economia
Sociedade
Ambiente
Cooperação
Cultura
Internacional
Destaques
Eleições

Santa Cruz: Vedação de todo espaço envolvente é um dos “maiores desafios” das Tendas El-Shaddai – responsável (c/áudio)

Pedra Badejo, 14 Jun (Inforpress) – O responsável das Tendas El-Shaddai, Honório Fragata, destacou hoje a vedação de todo espaço envolvente entre os desafios para os próximos tempos desta organização com sede em Santa Cruz (Santiago), que se ocupa da recuperação de toxicodependentes.

Honório Fragata falava à Inforpress a propósito do 25º aniversário da Casa Resgate e Restauração “Tendas El Shaddai”, que se celebra hoje, e que por causa da pandemia da covid-19 vai ser marcado por um almoço convívio entre os 30 jovens que se encontram em recuperação.

“O nosso maior sonho não é construir um muro que custa dois mil e tal contos, mas sim um muro simples com tubos de ferro e redes que vai custar cerca de 200 contos, tendo em conta que todo o trabalho vai ser feito por nós”, concretizou Fragata.

É que, conforme explicou a vedação do espaço se deve ao crescimento da cidade de Pedra Badejo, e sobretudo para limitar a entrada de pessoas no recinto, sobretudo, a noite e também para que possam fazer com que os internos cumpram as regras das Tendas El-Shaddai e sanitárias.

Afora a vedação de todo o espaço, apontou ainda de entre os desafios e preocupações a construção de uma placa desportiva, modernização da padaria e novas tendas que servem de dormitórios, e que possam ter casas de banho e lavandarias para albergar três internos em cada tenda para que estes possam viver com mais condições.

Sobre o projecto da construção da placa desportiva  que, lembrou, já é do conhecimento do Ministério do Desporto, segundo ele vai ajudá-los a recuperar os internos, através da terapia do desporto e ainda permitir que façam o trabalho de sensibilização e de prevenção do uso do álcool e de outras drogas.

Entretanto, este activista social de 73 anos de idade e 25 anos à frente das Tendas El-Shaddai disse acreditar que, com a padaria já montada, não obstante faltando a sua modernização, e com uma viatura a ser doada brevemente pelo Governo, as Tendas El-Shaddai vão conseguir a sua auto-sustentação.

Por outro lado, admitiu que a pandemia da covid-19 também constitui um desafio para as Tendas El-Shaddai, tendo em conta que trouxe mais gastos, sobretudo com materiais de protecção.

No entanto, afirmou que nunca tinham recebido tantas ajudas como as que chegaram em tempos da pandemia.

Fundada a 14 de Junho de 1996, em Santa Cruz, pelo missionário angolano Honório Fragata e um grupo de evangelistas jocumeiros cabo-verdianos e brasileiros, as “Tendas El-Shaddai” já acolheram mais de 3.000 toxicodependentes em busca de recuperação e reinserção.

FM/AA

Inforpress/Fim

Share on facebook
Facebook
Share on twitter
Twitter
  • Galeria de Fotos