Search
Generic filters
Filter by Categories
Ambiente
Cooperação
Cultura
Economia
Internacional
Desporto
Politica
Sociedade

Santa Cruz: “Restauração da Igreja de São Tiago Maior valoriza a nossa história e identidade” – primeiro-ministro

Pedra Badejo, 01 Ago (Inforpress) – O primeiro-ministro defendeu hoje que a restauração da Igreja de São Tiago Maior, em Santa Cruz, construída em meados do século XVIII, valoriza a “história e a identidade” do País e aquele município do interior de Santiago.

Ulisses Correia e Silva falava no acto de entrega das chaves da Igreja de São Tiago Maior, situada na localidade de Achada Igreja, que foi reabilitada pelo Governo, num investimento de 23 mil contos, em parceria com a autarquia local que requalificou toda a zona circundante.

“Entregamos com muita satisfação a igreja restaurada e reabilitada de São Tiago Maior construída em meados do século XVIII, valorizamos assim a história, a nossa identidade e valorizamos o concelho de Santa Cruz e esta localidade [Achada Igreja]. Estamos perante uma opção do Governo em restaurar e valorizar aquilo que é nosso, o nosso património, a nossa história e a nossa identidade”, asseverou.

No seu entender, é da responsabilidade de todos pôr de pé aquilo que os antepassados construíram e que o tempo foi degradando, mesmo que se tenha que fazer nascer novamente “pedra sobre pedra”.

No entanto, para o chefe do executivo, além do lugar de culto, este património, ora entregue, representa um valor acrescido para Santa Cruz, associando-o à requalificação urbana, à valorização da orla marítima, e à valorização ambiental.

Aliás, disse acreditar que esta infra-estrutura religiosa vai, igualmente, criar valor para a comunidade de Achada Igreja, valor para o turismo e para a economia local.

Daí, reafirmou o compromisso do Governo em dar continuidade a esta “boa parceria” existente com a Câmara Municipal de Santa Cruz para que possam materializar alguns projectos previstos para aquela localidade, como requalificação da orla marítima e das ruas, construção de miradouro e zonas pedonais, e ainda pintura das fachadas das casas.

Na ocasião, Ulisses Correia e Silva destacou o facto de assim como essa igreja, ora entregue, e as demais terem sido reerguidas com “qualidade” e com participação de quadros e instituições nacionais.

O cardeal Dom Arlindo Furtado, por seu lado, congratulou-se com a reabilitação dessa igreja, tendo reconhecido a “ousadia” das autoridades em tão pouco tempo ter erigido um templo bonito.

Entretanto, lembrou que falta um elemento “importante” para a identificação dessa “igreja bonita” que é a cruz, tendo assumido a responsabilidade da diocese em colocá-la.

Da parte da Igreja comprometeu-se a fazer de tudo para valorizar o espaço, por isso pediu a população, sobretudo os jovens para preservar a igreja e toda a obra circundante.

Por sua vez, o presidente da câmara, Carlos Silva, mostrou a sua satisfação em ver a igreja reerguida, e assegurou que foi graças à sensibilidade de todos que tiveram “bons resultados”.

Com a igreja reerguida, com as obras de requalificação em curso e com o potencial da zona, o autarca disse acreditar que o foco vai ser agora na promoção do turismo cultural e religioso, aliás, admitiu que se vai promover Santa Cruz, através de Achada Igreja.

Na mesma linha de ideias do bispo, o chefe do executivo e o edil local pediram mudança de comportamentos e de atitudes dos moradores, sobretudo dos jovens, visando preservar e valorizar a igreja e toda a obra circundante.

FM/ZS

Inforpress/Fim

Share on facebook
Facebook
Share on twitter
Twitter
  • Galeria de Fotos