Santa Cruz: Presidente da câmara diz que emigrantes estão interessados em investir no concelho

 

Pedra Badejo, 19 Ago (Inforpress) – O presidente da Câmara Mucicipal de Santa Cruz, Carlos Silva, afirmou que os emigrantes estão interessados em investir no concelho, pois todos querem contribuir para o processo de desenvolvimento de Santa Cruz (Ilha de Santiago).

De regresso de uma visita de duas semanas a Portugal, Holanda, França e Suíça, o edil, através de uma publicação na sua página no Facebook, considerou que foi uma “viagem produtiva”, em que, para além de estar em contacto com a comunidade santa-cruzenses, aproveitou para incitar diálogos na perspectiva de estabelecer uma “parceria estratégica” para o processo de desenvolvimento de Santa Cruz.

Segundo o autarca, em todos os países visitados os santa-cruzenses estão “bem-sucedidos” e muitos jovens têm interesse em investir no concelho nas áreas de agricultura, pesca, pecuária, transportes marítimos e ainda têm incitado empresários estrangeiros a investirem em Cabo Verde.

O primeiro resultado desta visita, assegurou, é a vinda no mês de Setembro de um grupo de empresários para aquisição de terrenos para investimentos em Santa Cruz.

Ainda, uma das áreas priorizadas em parceria com a comunidade emigrada, segundo a mesma fonte, é a da requalificação urbana, no que concerne a pintura das casas.

“A maioria das novas construções na cidade pertence aos emigrantes. Como é notório as fachadas dessas casas não estão pintadas. Nesse sentido, queremos em parceria, desenvolver um programa denominado. Pintamos as nossas casas por uma Cidade de Pedra Badejo mais atractiva”, disse, informando que este programa vai ser desenvolvido mediante a criação de um incentivo fiscal para os que estarão interessados em aderir.

A nível do turismo rural, assegurou que quer contar com o “engajamento, interesse e compromisso” dos emigrantes, no sentido de disponibilizarem as suas casas para receber turistas.

“Também estão convidados a investirem nas áreas da agricultura, pecuária, pesca e outros negócios, aproveitando a oportunidade que, em princípio, o Governo quer gerar com a criação do estatuto especial do emigrante investidor”, sublinhou.

Em Portugal, o autarca aproveitou para efectuar uma visita de cortesia ao embaixador de Cabo Verde, Eurico Monteiro, em que abordaram duas preocupações relacionadas com os doentes evacuados e a situação dos estudantes cabo-verdianos, sobretudo na problemática da aquisição de vistos de estudo.

No reino da Holanda, Carlos Silva visitou o Consulado Geral de Cabo Verde, momento em que se abordou questões relacionadas com a vida da comunidade, sobretudo o processo de integração nesse país.

Em França, a delegação camarária foi recebida pela comunidade santa-cruzense ali residente, e durante um encontro, para além da demonstração de interesse em investir, a comunidade mostrou que se encontra “preocupada com o processo desenvolvimento” de Santa Cruz.

AM/AA

Inforpress/Fim

Share on facebook
Facebook
Share on twitter
Twitter
  • Galeria de Fotos