Santa Cruz: Fundação Donana defende aposta na prevenção para evitar “comportamentos irresponsáveis” na sociedade

 

Pedra Badejo, 10 Jun (Inforpress) – A presidente da Fundação Donana, Ana Hopffer Almada defendeu hoje que é preciso agir na prevenção para que tenhamos uma sociedade com “comportamentos responsáveis”, razão por que a aposta deve ser na educação para a cidadania.

Ana Hopffer Almada fez estas considerações em declarações à Inforpress, no âmbito de um acordo de parceria que a Fundação vai assinar hoje com a Associação dos Jovens Universitários de Santa Cruz, acto que será precedido de uma conferência sobre “A importância da Educação para a Cidadania na formação pessoal, cívica e moral dos jovens “.

No âmbito do projecto ” Cidadania Responsável”, a Fundação Donana vai realizar seminários em Educação para a Cidadania para os jovens de Santa Cruz, pertencentes a esta associação, e as outras associações parceiras em Santa Cruz, assim como aos jovens santa-cruzenses em geral, para que possam dar respostas às necessidades que a sociedade precisa.

A Educação para a Cidadania é “crucial e fundamental” para a formação de qualquer indivíduo, defendeu a mesma fonte, que considerou que através desta acção vão passar aos jovens “novas competências” que os vão permitir “ter atitudes e comportamentos de cidadãos conscientes e responsáveis dos seus direitos e deveres”.

Segundo a presidente da Fundação, regista-se um “défice grande” em termos de educação para a cidadania, no que diz respeito aos valores, paz, aos direitos humanos, saúde, ambiente e desenvolvimento sustentável, entre outros.

“Tendo na sociedade jovens conscientes e responsáveis, automaticamente poderemos ter uma sociedade mais justa, mais humana, mais solidária, mais conscientes das suas responsabilidades e dos seus deveres, porque, neste momento temos uma sociedade mais voltada para os seus direitos”, disse.

Durante esta formação, assegurou que os jovens vão ter direito de explicar, o porquê é que hoje temos jovens irresponsáveis e que promovem a insegurança e a violência na sociedade.

Ao seu ver, é preciso agir na prevenção, pois “quando já se cometeu um crime é aplicada a repressão”, por isso, defende que a aposta deve ser no educar para a cidadania, para prevenir “comportamentos irresponsáveis” e para que “não haja violência e insegurança na sociedade”.

“Em vez de apostarmos na repressão, em mais polícias, tribunal e cadeias, devemos apostar na educação para a cidadania, para que não haja estes tipos de comportamento”, sublinhou.

Depois do seminário, esses jovens vão por na prática o “valor da solidariedade”, que consiste na preparação e organização da campanha de recolha de alimentos do Banco Alimentar de Cabo Verde, que terá lugar em Santa Cruz, nos dias 01 e 02 de Julho, actividade que decorre em simultâneo na Cidade da Praia e, possivelmente em Santa Catarina e Tarrafal de Santiago.

AM/FP

Inforpress/Fim

 

 

 

Share on facebook
Facebook
Share on twitter
Twitter
  • Galeria de Fotos