Search
Generic filters
Exact matches only
Search in title
Search in content
Search in excerpt
Filter by Categories
Politica
Desporto
Economia
Sociedade
Ambiente
Cooperação
Cultura
Internacional
Destaques
Eleições

Santa Cruz celebra festa de São Tiago Maior com mensagem da esperança, confiança e gratidão

Pedra Badejo, 25 Jul (Inforpress) – O município de Santa Cruz celebrou hoje a festa do patrono, São Tiago Maior, com eucaristia presidida pelo vigário da paróquia de Santo Amaro Abade, Esmeraldo Borges, que deixou uma mensagem de esperança, confiança e gratidão.

Em declarações à Inforpress, momentos antes do arranque da celebração, o vigário da paróquia de Santo Amaro Abade, padre Esmeraldo Borges, afirmou que celebrar a festa de São Tiago Maior é celebrar, sobretudo, o amor que Deus tem para cada ser humano.

“A manifestação deste amor de Deus, através deste apóstolo é muito importante para nós, sobretudo neste momento que estamos a viver um período complicado, provocado pela pandemia da covid-19”, demonstrou.

Segundo ele, este é o momento que cada cristão é chamado a assegurar a perseverança e prontidão deste apóstolo, tendo em conta que é a sua confiança que dá a importância a esta data, chamando cada santa-cruzense para se envolver na caminhada de fé, vendo Deus como refugio, alicerce e ponto de partida para a felicidade.

A seu ver, a celebração acontece num momento especial, mas que desafia a cada ser humano a tirar lições disso, encarando este período como um tempo para reflexão.

Por sua vez, o pároco local, padre Simão Moniz, reforçou que importância desta festa está no fortalecimento da fé.

“Toda a população desta freguesia e não só, tem uma grande devoção com este santo apóstolo, que foi um discípulo de Jesus”, referiu.

“Traz um grande conforto espiritual para as pessoas que, através desta celebração e manifestação de fé e piedade, as pessoas vêm para alcançar alguma graça, mas também para vir cumprir alguma promessa”, afiançou.

No seu entender, mesmo estando num tempo de pandemia, que a nível civil foi suprimida toda a festa, não se pode de deixar de celebrar a fé.

Os fiéis asseguram que mesmo em contexto diferente, que nunca tinham presenciado antes, não podiam deixar de celebrar esta data, dada à sua importância.

Alberto Borges, de 60 anos, disse que assistiu esta missa desde criança e frisou que esta celebração é tão especial que não pensa em faltar nunca, porque é um santo que, conforme garantiu, atende a “todos os seus pedidos”.

Entretanto, assegurou que tomou todas as medidas de prevenção da covid-19, para poder ouvir a palavra de Deus com os riscos mínimos de infecção.

“Esta é uma missa que posso dizer que não fosse esta pandemia arrumava uma multidão”, mostrou, salientando que é importante evitar a propagação da covid-19.

Sendo assim, invocou ao São Tiago Maior para ajudar e acompanhar a todos, dando água e sustento.

“Peço ainda para ele nos livrar desta doença e por outro lado para dar-nos um bom ano agrícola”, enfatizou.

A celebração da missa de São Tiago Maior, que antes era celebrada com número avultado de pessoas, este ano aconteceu com um número limitado, mediante algumas medidas de prevenção da covid-19 como a medição da temperatura, distanciamento entre fiéis e lavagem das mãos à entrada da igreja.

Este ano não houve a procissão antes e depois da missa com acompanhamento dos fiéis para a manifestação pública da fé, de forma a evitar a aglomeração das pessoas, mas, conforme o pároco local, para não se ficar sem este sinal da fé, uma viatura vai sair com a imagem do santo para diferentes bairros do município onde as pessoas podem aclamar o seu padroeiro a partir das suas casas.

A missa foi transmitida em directo nas redes sociais para que as pessoas que não puderam estar presentes pudessem assistir a partir das suas casas.

WM/HF

Inforpress/Fim

Share on facebook
Facebook
Share on twitter
Twitter
  • Galeria de Fotos