Search
Generic filters
Exact matches only
Search in title
Search in content
Search in excerpt
Filter by Categories
Politica
Desporto
Economia
Sociedade
Ambiente
Cooperação
Cultura
Internacional
Destaques
Eleições

Santa Cruz: Assembleia Municipal alerta para seca da barragem do Poilão e pede intervenção do Governo

Pedra Badejo, 30 Jan (Inforpress)- O presidente da Assembleia Municipal (AM) de Santa Cruz alertou segunda-feira para a seca da barragem de Poilão e pediu a intervenção do Governo para que os agricultores, situados a jusante e a montante, não fiquem ainda mais prejudicados.

Gilson Cardoso falava em conferência de imprensa, após ter efectuado uma série de visitas, acompanhado por outros elementos da mesa da AM e leitos municipais, no âmbito do Programa para a Mitigação da Seca e do mau ano agrícola às instituições do micro-crédito, autarquia local, e delegação do Ministério da Agricultura e Ambiente (MAA).

Segundo o autarca, a informação de que a água da barragem está a secar foi dada pela delegação do MAA, lembrando que os agricultores têm estado a pedir o Governo um furo nas imediações da barragem para que possam salvar as suas culturas.

“Exortamos ao Governo para intervir para que a área da Ribeira Seca não perca e para que as famílias não fiquem na penúria e que se faça chegar os apoios aos necessitados”, afirmou.

“O Presidente da Republica, o primeiro-ministro, o ministro da Agricultura e Ambiente já visitaram o concelho e anunciaram na altura que a solução iria chegar menos que um mês, mas a solução ainda não chegou”, lamentou Cardoso.

É que, segundo o presidente da AM, o facto daquele município do interior de Santiago ter uma das maiores ribeiras e por ter famílias que vivem da agricultura, a ajuda deveria chegar em primeiro a tempo útil.

Ainda do MAA, disse que ficaram a saber que já foram entregues 1000 vales cheques para criadores de gado, correspondendo a 300 escudos e os mesmos colocam 1050 para comprarem ração.

A propósito, a mesma fonte mostrou-se preocupada, tendo em conta que muitos não têm este montante para comprarem rações e que muitos criadores de gado ainda não receberem este vale cheque.

Já em relação à edilidade, avançou que comunicaram que o Governo disponibilizou-lhes 29 mil contos para criação de postos de emprego e para criação de auto-emprego, sendo que de momento já foram criadas 500 postos de trabalho.

No concernente às instituições de créditos, segundo disse, foram ditas que dos mais de 100 agricultores que recorreram ao crédito, nenhum conseguiu o mesmo para a cultura de batatas, por falta de fiadores, acrescentando que, mesmo obtendo o crédito, os homens do campo não vão conseguir fazer nada por falta de água.

FM/JMV

Inforpress/Fim

Share on facebook
Facebook
Share on twitter
Twitter
  • Galeria de Fotos