Search
Generic filters
Exact matches only
Search in title
Search in content
Search in excerpt
Filter by Categories
Politica
Desporto
Economia
Sociedade
Ambiente
Cooperação
Cultura
Internacional
Destaques
Eleições

Santa Catarina: Tudo a postos para o arranque hoje à noite do “Festival 13 de Maio”-organização

Assomada, 11 Mai – (Inforpress) – A vereadora da Cultura da Câmara Municipal de Santa Catarina, Jacira Monteiro, garantiu à Inforpress que já está tudo a postos para o arranque do festival de música “13 de Maio”, aprazado para as 23:00.

Segundo a autarca, o palco para o espectáculo enquadrado nas festividades da cidade de Assomada, que comemora 18º aniversário da sua elevação à categoria de cidade, no próximo dia 13 de Maio, já está montado na rua da antiga EMPA, sendo que de momento está-se a dar os “retoques finais” na iluminação e som para o arranque, “à hora marcada”, do festival.

A Inforpress constatou no terreno que os trabalhos estão na fase final e que também já estão instalados as barracas para “comes e bebes” durante o certame.

Conforme avançou a mesma fonte, a abertura das hostilidades do certame, que terá entrada pago a 300 escudos, vai estar a cargo do grupo Bulimundo, sendo que Tony Fica, que lançou recentemente o seu novo álbum intitulado “Acredita”, vai fechar a noite, que vai ter no palco grandes nomes da música cabo-verdiana e talentos de Santa Catarina.

Blacka, Charbel, Fidjus de Code di Dona, Gilson Furtado e Trakinuz são outros nomes do cartaz de artistas nacionais, a que se juntam aos artistas locais Banda Miguel Semedo, o grupo de dança BSB, Silvino Tavares e animação do DJ Vezes.

Entretanto, de acordo com uma nota da edilidade santa-catarinense enviada à Inforpress, o artista Zé Espanhol, que tinha sido anunciado com figura do cartaz, “adoptou uma inqualificável atitude ao não comparecer no Festival 13 de Maio”.

É que segundo o documento o artista que tinha assumido o compromisso com o produtor do espectáculo, João Miranda, para participar no evento, “voou para Portugal onde, supostamente, já teria assumido outro compromisso”.

“Zé Espanhol não atende chamadas telefónicas e não responde a mensagens, revelando uma conduta que nem por sombras poderíamos imaginar e revelando uma absoluta falta de respeito pelo seu público, em particular o de Santa Catarina”, lamenta a edilidade na missiva.

A autarquia, que lamenta esta “inqualificável atitude” de Zé Espanhol, informa que irá accionar os meios legais, intentando uma acção judicial contra o artista.

A segurança do certame, cuja produção está a cargo da JM – Produções e Eventos e que conta com patrocínio da CV Móvel, segundo o município, vai ser garantida por uma empresa privada e pela Polícia Nacional.

A vereadora pediu aos festivaleiros para se divertirem, mas num ambiente de “muita paz e civismo”.

FM/JMV

Inforpress/Fim

Share on facebook
Facebook
Share on twitter
Twitter
  • Galeria de Fotos