Santa Catarina: Seis famílias com melhores condições habitacionais com a reabilitação de suas casas

 

São Filipe, 04 Out (Inforpress) – Seis famílias do município de Santa Catarina do Fogo passam a dispor de “habitações condignas” com a reabilitação das suas moradias no quadro do programa “reabilitar”.

A entrega das habitações devidamente reabilitadas, sendo uma família de Baluarte, outra de Mãe Joana e quatro de Enseada Helena, arredores da cidade de Cova Figueira, ocorre quarta-feira, 04, segundo o presidente da Câmara Municipal de Santa Catarina do Fogo, Alberto Nunes.

O edil disse que a ideia inicial era reabilitar 10 moradias mas que, devido às condições em que as mesmas se encontravam, foi necessário alterar o projecto, que consistia na melhoria de tecto, porque as paredes não suportavam o betão e a edilidade teve também de melhorar a parede para poder fazer uma intervenção e que resolva o problema das famílias.

“É uma autêntica política social e não distribuir alguns sacos de cimento e outros materiais às famílias”, disse Alberto Nunes, observando que a reabilitação consiste numa intervenção no tecto e parede, reboco interior e exterior, colocação de portas e janelas de alumínio mais adequado ao clima.

Além dessas seis moradias, o autarca indicou que uma outra será entregue dentro de 15 dias, porque houve a necessidade, além de reabilitar, ampliar a moradia de uma família chefia familiar e com vários membros, com a construção de mais dois quartos.

Em fase de construção de raiz está uma habitação no bairro de Fonte Aleixo Sul para beneficiar uma família carenciada.

Nunes adiantou que a sua equipa já tem pronto os justificados para serem enviados ao Governo, visando o desbloqueio da nova tranche de verbas para a reabilitação de outras 18 moradias um pouco pelas diferentes localidades do município.

Para o edil todas as localidades do seu município têm problemas de habitação social, mas os povoados de Tinteira, Estância Roque, Cabeça Fundão e Lapinha são onde o problema se coloca de forma “mais gritante” e que vai ser resolvido de forma paulatina, de acordo com o grau de prioridade.

A câmara, no quadro da cooperação descentralizada com o município português Miranda do Corvo (Portugal), vai construir durante o mandato quatro habitações de raiz, além de outras financiadas pela edilidade ou outros parceiros.

Além de entrega das seis habitações, a edilidade de Santa Catarina procede esta quarta-feira a inauguração do centro multiuso de Achada Furna, um espaço que terá uma loja para venda de produtos “made in Fogo” e para qual já existem potenciais interessados no seu arrendamento.

Trata-se de um espaço que será utilizado pela empresa de telecomunicações CVTelecom, no quadro de uma parceria e que permite o equipamento do centro com computadores, televisores, internet, e um outro espaço que será devolvido aos grupos culturais de Achada Furna, e que poderá também ser usado para reuniões e outras actividades.

JR/AA

Inforpress/Fim

Share on facebook
Facebook
Share on twitter
Twitter
  • Galeria de Fotos