Search
Generic filters
Exact matches only
Search in title
Search in content
Search in excerpt
Filter by Categories
Politica
Desporto
Economia
Sociedade
Ambiente
Cooperação
Cultura
Internacional
Destaques
Eleições

Santa Catarina: Pároco pede celeridade na conclusão das obras da igreja da santa padroeira

Assomada, 25 Nov (Inforpress) – O pároco da Paróquia de Santa Catarina, Esmeraldo Borges, pediu hoje às autoridades celeridade na conclusão das obras de reabilitação da igreja da santa padroeira, para que no próximo ano a missa solene seja celebrada ao seu redor.

“Ainda não sabemos quando é que vamos entrar na nossa Igreja. Estamos na rua”, lamentou o sacerdote no final da missa em honra à Santa Catarina, presidida pelo padre Constantina Bento.

O padre, que se mostrou preocupado com falta de informação, pediu a quem de direito para os informar quando é que as obras iniciadas a quase três anos vão estar concluídas.

Entretanto, congratulou-se com os “muitos trabalhos feitos” neste projecto de reabilitação deste edificado, orçado em cerca de 28 mil contos, e enquadrado no Eixo IV do Plano Nacional de Reabilitação dos Edifícios Históricos e Religiosos – PRRA, coordenado pelo Ministério das Infra-estruturas, do Ordenamento do Território e Habitação.

Entretanto, alertou que mesmo estando concluídas as obras, que não vão ter um espaço para a celebração da missa em honra à Santa Catarina, por isso pediu a colaboração de todos para construírem um palco e para reabilitarem todo espaço circundante à Igreja.

Na ocasião, o padre Esmeraldo pediu ainda colaboração e apoio de todos para reabilitarem o Centro Paroquial do Calvário/Residente Paroquial, construído há mais de 10 anos e que nunca beneficiou de qualquer reabilitação.

Erguida no século XIX, a Igreja de Santa Catarina é, provavelmente, a primeira Igreja da paróquia do concelho, onde se comemora a festa de Nha Santa Catarina, assinalada a 25 de Novembro, a santa padroeira desse município do interior da ilha de Santiago.

“Pelos traços arquitectónicos e imponente beleza estética, este edificado assemelha-se à arquitectura gótica”, considera o IPC.

Segundo a mesma fonte, a mesma apresenta uma planta rectangular simples, adossada com sacristia a norte e espaço usado actualmente como corro a sul, a cobertura da nave principal diferencia das restantes devido essencialmente à sua altura.

A fachada principal voltada para oeste em empenha triangular, delimitada nas laterais por cunhais revestida de argamassa de cal, pintadas na cor verde com desenhos específico, encimado por elementos decorativos”.

FM/CP

Inforpress/Fim

Share on facebook
Facebook
Share on twitter
Twitter
  • Galeria de Fotos