Search
Generic filters
Exact matches only
Search in title
Search in content
Search in excerpt
Filter by Categories
Politica
Desporto
Economia
Sociedade
Ambiente
Cooperação
Cultura
Internacional
Destaques
Eleições

Santa Catarina: José Alves Fernandes apela à estabilidade governativa para continuar a “mudar o município” 

Assomada, 19 Nov (Inforpress) – O presidente reeleito da Câmara Municipal de Santa Catarina, José Alves Fernandes, investido hoje, apelou à estabilidade governativa iniciada em 2016 para que possa continuar a “mudar o município” em “todos os sectores do desenvolvimento”.

José Alves Fernandes lançou este apelo  durante o seu discurso na cerimónia de investidura dos novos eleitos da câmara e assembleia municipais desse município do interior de Santiago, para o mandato 2020-2024, realizado na Praça Central de Assomada, em frente aos Paços do Concelho, e que foi testemunhado pelo primeiro-ministro, Ulisses Correia e Silva.

“Quero dar as boas-vindas a todos os membros dos órgãos autárquicos da câmara e assembleia municipais, a quem lanço o apelo no sentido de continuarmos a dignificar a política e a democracia, mas, sobretudo de mantermos a estabilidade governativa do município que foi iniciado em 2016”, lançou o autarca perante as pessoas que presenciaram o acto.

O presidente reeleito, que espera continuar a contar com a “boa parceria” do Governo para continuar a desenvolver este “grande e importante” município, aproveitou para anunciar as “grandes e ambiciosas prioridades” do seu mandato para o ciclo autárquico 2020-2024.

É que, segundo ele, durante este mandato vão ser implementados o Plano Estratégico do Desenvolvimento Sustentável, o parque industrial, vai privilegiar a atracção do investimento e consequente geração do emprego e a requalificação urbana e ambiental.

Definiu ainda como prioridades do mandato 2020-2024 a cultura, o turismo, o empreendedorismo jovem, o ambiente e o saneamento, a habitação jovem e das famílias mais carenciadas, a educação e a formação.

Prometeu ainda dar continuidade à infra-estruturação dos bairros, das vilas e dos povoados, às políticas activas para o desporto e equipamentos infantis, à mobilização de água e ao desencravamento das localidades.

“Santa Catarina não pode inverter a tendência e o esforço iniciado em 2016, no que toca à criação de oportunidades, e de ambiente favorável à atracção de investimentos tornando-se num concelho cada vez mais competitivo, mais atractivo, mais inclusivo, mais limpo, um concelho que valoriza a sua história, e o seu passado”, concretizou.

Reiterou a sua determinação em fazer com que Santa Catarina continue a ser um município “cosmopolita, aberto e com mais oportunidades” para que possa continuar a “marcar o rumo em Santiago Norte”.

Não obstante, o partido ter conseguido maioria relativa na câmara elegendo cinco dos nove mandatos, José Alves Fernandes afirmou que não vai dar pelouros aos quatro vereadores da oposição, sendo três do PAICV e um da SAT.

No entanto, assegurou que os quatro vereadores do MpD terão pastas e serão profissionalizados.

Por seu turno, o primeiro-ministro instou aos novos eleitos da câmara e assembleia municipais, ora investidos, a “governarem bem” Santa Catarina, orientados no desenvolvimento sustentável e ainda para “colocarem Santa Catarina acima de tudo”.

“Ao longo dos últimos quatro anos o Governo instaurou e implementou uma nova atitude relacionamento com os municípios, com as câmaras municipais (…) Não alteramos a nossa atitude e os nossos princípios em função dos resultados eleitorais, aquilo que é válido para Santa Catarina é valido para todos os municípios de Santo Antão a Brava”, assegurou.

Em 2016, a candidatura do MpD também encabeçada pelo presidente reeleito, José Alves Fernandes, conseguiu eleger todos os nove mandatos, mas nas últimas eleições do passado dia 25 de Outubro perdeu quatro, ficando com cinco.

O MpD ganhou ao PAICV pela diferença de 1.742 votos para a câmara municipal e de 1.641 votos para a Assembleia Municipal (AM), elegendo 11 dos 21 eleitos municipais, incluindo o presidente reeleito deste órgão deliberativo, Eurico da Moura.

O PAICV elegeu alçou oito eleitos municipais e a SAT dois.

FM/AA

Inforpress/Fim

Share on facebook
Facebook
Share on twitter
Twitter
  • Galeria de Fotos