Santa Catarina: IPC quer perpetuar a memória de Norberto Tavares com o novo projecto museológico

Assomada, 20 Mai (Inforpress) – O Instituto do Património Cultural (IPC), através da Direcção dos Museus, apresentou hoje em Assomada, Santa Catarina (ilha de Santiago), o novo projecto museológico do Museu Norberto Tavares, que tem como objectivo perpetuar a memória do seu patrono.

O projecto dado a conhecer ao público santa-catarinense, cuja apresentação foi presidida pelo presidente do IPC, Jair Fernandes, enquadra-se no âmbito das actividades alusivas ao Dia Internacional dos Museus, assinalado no passado dia 18 de Maio, sob o lema “o poder dos museus”.

Em declarações à Inforpress, a directora dos Museus, Ana Samira Baessa, explicou que este projecto surgiu no quadro do projecto de rede de museus de Cabo Verde, que visa reorganizar os conteúdos dos museus por forma a torná-los “mais apelativos e atractivos” para um público que querem que seja cada vez mais diversificado.

No caso do Museu Norberto Tavares, adiantou que pretendem trazer uma “inovação grande em termos de conteúdos museográficos e de suportes, através de recolha de novas memórias, exposição de objectos que ainda não tinham sidos expostos até então, lembrando que a exposição actual é de 2012.

Acrescentou ainda que pretendem com este novo projecto diversificar os serviços no Museu Norberto Tavares, visando potencializar no máximo a localização do próprio espaço, que fica situado no centro da cidade de Assomada, em Santa Catarina.

De entre os serviços, a responsável destacou um espaço para pesquisas, de leitura, café, escola de música, instalação de um palco permanente, com uma agenda cultural à volta do batuco e funaná.

“Queremos criar um espaço mais dinâmico, mais interactivo, que se relaciona e aproxima-se o máximo possível da comunidade educativa, para que possamos de facto transmitir os valores que Norberto Tavares tentou resgatar. Queremos ainda que seja um museu que se afirma enquanto espaço de lazer e enquanto parte da oferta turística de interior de Santiago (…)”, vaticinou.

Ou seja, ajuntou que querem criar um “espaço que perpetue a memória de Norberto Tavares, mas, também, que neste contexto actual seja um espaço útil”, e com vários serviços.

O projecto, assegurou, já está pronto, e neste momento, estão na recolha de memórias na comunidade para a consolidação dos dois componentes do projecto, ou seja, a da intervenção arquitetónica para preparar o edifício para o novo projecto e a outra parte museográfica, que tem a ver com introdução de conteúdos, suportes e serviços.

Sem, no entanto, avançar o montante da implementação do referido projecto, financiado pelo Ministério da Cultura e das Indústrias Criativas, Ana Samira Baessa assegurou que vão avançara com as intervenções ainda no decurso do segundo semestre deste ano.

Norberto Tavares nasceu a 06 de Junho de 1956, em Cutelo, arredores da Assomada, município de Santa Catarina, e faleceu a 26 de Dezembro de 2010, em New Bedford, Estados Unidos, vítima de doença prolongada.

FM/JMV
Inforpress/Fim

Share on facebook
Facebook
Share on twitter
Twitter
  • Galeria de Fotos