Search
Generic filters
Exact matches only
Search in title
Search in content
Search in excerpt
Filter by Categories
Politica
Desporto
Economia
Sociedade
Ambiente
Cooperação
Cultura
Internacional
Destaques
Eleições

Santa Catarina: Governo vai trabalhar com a câmara na criação de um espaço para reabilitação de pessoas com doença mental (c/áudio)

Assomada, 13 Jul (Inforpress) – A secretária de Estado da Inclusão Social anunciou hoje que o Governo vai trabalhar em parceria com a autarquia santa-catarinense para dotar esse município de um espaço para a reabilitação de pessoas portadoras de doença mental.

Lídia Lima avançou estas informações no final da sua visita realizada na tarde de hoje, para constatar ‘in loco’ alguns programas do Governo na área social em Santa Catarina.

Além das pessoas portadoras de doenças mentais, a governante informou que este município precisa também de uma “intervenção forte” nas questões da infância, protecção de menores e da juventude.

Segundo a secretária de Estado da Inclusão Social, num primeiro momento vão criar um espaço para a reabilitação de pessoas com doença mental que, posteriormente, poderá funcionar como um espaço de acolhimento para as mesmas.

Tendo em conta que em São Vicente há um projecto idêntico, a mesma fonte informou que vão “beber da experiência” dessa ilha para que possam também implementá-lo em Santa Catarina, adiantando que o referido espaço é para servir todos os demais municípios que compõem a região Santiago Norte.

Sobre o centro socio-educativo para crianças e adolescentes, explicou que este é um projecto abrangente e o Ministério da Família, Inclusão e Desenvolvimento Social quer implementá-lo a nível nacional, sobretudo, nos bairros “mais vulneráveis”.

A este propósito, destacou a abertura da autarquia em disponibilizar todos os recursos para juntos implementar o referido projecto social.

Os centros socio-educativos, conforme explicou, serão espaços de acolhimento de crianças e adolescentes que não têm um ambiente propício para estudarem em casa e visam garantir o sucesso escolar e um futuro melhor para crianças, combater o uso de drogas e crianças em situação de ruas.

Em relação aos idosos, Lídia Lima informou que, esse município já conta com vários cuidadores formados, no âmbito do Programa Nacional de Cuidados, implementado pelo Governo, por isso, entende que não há a necessidade da criação de um lar de idosos, mas, sim de um centro de dia.

Relativamente aos projectos do Ministério da Família e Inclusão Social, congratulou-se com o facto de os mesmos estarem a ser bem implementados neste concelho do interior de Santiago.

De entre os projectos, destacou o Cadastro Social Único (CSU), o Rendimento Social de inclusão (RSI), a inclusão produtiva, o acompanhamento familiar e a subvenção do pré-escolar.

Além do encontro com a equipa camarária liderada por Jassira Monteiro, durante a sua estada neste município do interior de Santiago, Lídia Lima visitou os projectos sociais Casa da Sopa e Loja Social, as instalações do futuro Centro de Acolhimento de Portãozinho e o jardim infantil e creche de Nhagar.

Para os próximos dias estão previstas visitas aos demais cinco municípios que compõem a região Santiago Norte com os mesmos propósitos.

FM/HF

Inforpress/Fim

Share on facebook
Facebook
Share on twitter
Twitter
  • Galeria de Fotos