Search
Generic filters
Exact matches only
Search in title
Search in content
Search in excerpt
Filter by Categories
Politica
Desporto
Economia
Sociedade
Ambiente
Cooperação
Cultura
Internacional
Destaques
Eleições

Santa Catarina: Capela de Tabanca de Ribeira em Cima vai ser reabilitada

Assomada, 27 Abr (Inforpress) – O ministro da Cultura anunciou hoje que o Governo vai avançar com os trabalhos de reabilitação da capela de Tabanca de Ribeira em Cima, Santa Catarina, para que a mesma possa estar pronta ainda este ano.

Após ter visitado a capela/casa de Tabanca dessa comunidade de Ribeira da Barca, acompanhado do presidente do Instituto do Património Cultural (IPC), Jair Fernandes, e da directora do Património Imaterial, Sandra Mascarenhas, Abraão Vicente assegurou que as obras vão estar concluídas ainda este ano, até porque o projecto não acarreta “avultados custos”.

A reabilitação da capela, que contempla trabalhos no interior, colocação de novo telhado, extensão da capela e requalificação de toda área envolvente, segundo a mesma fonte, após a conclusão vai criar “nova centralidade” para esta pequena comunidade.

Aliás, assegurou que a vinda da equipa técnica do IPC para tomar conhecimento da situação e a, nos próximos dias, de engenheiros e arquitectos, é prova de que os trabalhos da reabilitação da capela vão avançar.

“Portanto, é um compromisso de reabilitá-la assim como temos estado a fazer em equipamentos e em obras muito maiores, e este [reabilitação da capela de Tabanca de Ribeira em Cima] é algo relativamente simples de fazer e planear”, concretizou, referindo-se ao “baixo custo” do projecto.

Segundo o ministro, se na anterior legislatura o Governo mobilizou verbas para que os grupos de tabanca possam manter essa tradição e para a próxima o foco vai ser na reabilitação de todas as capelas de tabanca existentes nas comunidades.

“Muito mais que declarar a tabanca património nacional, é o trabalho da consolidação do património imaterial nacional que é como algo visível, palpável e que podemos vivenciá-la com alguma dignidade”, defendeu Abraão Vicente.

Por sua vez, em representação do grupo de Tabanca de Ribeira em Cima, Maria Olívia de Pina mostrou-se satisfeita com o facto de a comunidade vir a ter uma capela/casa de tabanca “digna” para que possa continuar a manter viva esta manifestação cultural, que assegurou é abraçada por toda a população local, desde adultos, jovens e criança.

No entanto, apontou como outra preocupação a aquisição de instrumentos, sobretudo tambores.

A este propósito, o ministro da Cultura e das Indústrias Criativas comprometeu-se a dotar o grupo de tais instrumentos, até porque os mesmos acarretam “custos baixos”.

A festa nessa localidade celebrada em honra ao São Gonçalo de Amarante arranca 15 antes do dia do orago local, 10 de Janeiro, que culmina com uma missa.

Acompanharam ainda o ministro da Cultura, uma equipa da Cabo Verde Broadcast (CVB), para identificarem no terreno os problemas na sequência do desligamento do sinal de televisão analógica na ilha de Santiago para Televisão Digital Terreste (TDT).

Conforme informações avançadas, pelo governante a empresa CVB fez a aquisição de 36 mil descodificadores, dois quais 30 mil já estão a venda nos Correios de Cabo Verde (CCV) por 1.265 escudos, e que 3.000 vão ser distribuídos as famílias carenciadas.

FM/CP
Inforpress/Fim

Share on facebook
Facebook
Share on twitter
Twitter
  • Galeria de Fotos