Santa Catarina: Feira das Artes arranca em Assomada com sete expositores locais

Assomada, 27 Nov (Inforpress) – A Feira das Artes promovida no âmbito do Dia do Município e da santa padroeira Santa Catarina, assinalado no dia 25 de Novembro, arrancou hoje em Assomada com sete expositores ligados ao artesanato local

O evento, promovido pela edilidade santa-catarinense, acontece ainda no quadro da Feira de Artesanato e Design (Urdi) que, este ano, por causa da pandemia de covid-19, sob proposta do Ministério da Cultura e das Indústrias Criativas, vai acontecer de forma descentralizada, isto é, em todos os municípios de Cabo Verde.

Em declarações à Inforpress, à margem do evento, o responsável pela área da Cultura da Câmara Municipal de Santa Catarina, Sidney Martins, disse que o certame tem como objectivo valorizar os produtos locais foi ainda uma forma encontrada pela autarquia para que estes artesãos e artistas possam conseguir algum rendimento durante os dois dias da feira.

É que, segundo ele, os artesões e os artistas foram a classe mais atingida pela pandemia provocada da covid-19, daí convidou as pessoas para visitarem a exposição e venda que vai decorrer até este sábado para comprarem presentes, sobretudo para o Natal, visando ajudá-los.

Nessa feira de exposição e venda, os artistas vão apresentar produtos como bordados, rendas, artes em cabedal, cerâmica, cestaria, desenhos feitos em miniaturas, e de uma forma produtos genuínos do concelho.

Sidney Martins garantiu que a feira está a respeitar todas as recomendações das autoridades sanitárias.

Para os feirantes além de venderem os produtos, o evento vai servir ainda para darem a conhecer as suas peças ao público.

Nesse sentido, pediram mais uma feira temática em Dezembro para que possam vender alguns dos seus produtos, tendo em conta que foram a classe mais prejudicada com a pandemia.

Ainda em Santiago Norte, a Urdi arrancou no dia 25 e prolonga-se até domingo nos municípios de Santa Cruz (com uma exposição e venda permanente de seis artesãos no ateliê “Da Graça” em Rocha Lama) e do Tarrafal (Mercado do Artesanato e Cultura).

Já em São Lourenço dos Órgãos os artistas André Freire e Manique Moreno participam no concurso do Prémio Djoy Soares 2020, no âmbito da Urdi.

Conforme anunciado no lançamento do concurso ao Prémio Djoy Soares, no passado dia 06 de Novembro, um dos prémios desta edição vai ser atribuído pelo público, através de votação no Facebook.

O outro prémio será atribuído segundo avaliação técnica do Centro Nacional de Arte, Artesanato e Design (CNAD).

Os vencedores serão anunciados no dia 29 de Novembro, no acto de encerramento da 5ª edição da Urdi.

FM/CP
Inforpress/Fim

Share on facebook
Facebook
Share on twitter
Twitter
  • Galeria de Fotos