Santa Catarina: “Desenvolvimento de Santiago e incipiente indústria de turismo” ganham com feira

Assomada, 29 Out (Inforpress) – O presidente da Câmara Municipal de Santa Catarina disse que a II edição da Feira de Turismo de Santiago (Feturis) abriu “novo rumo” para o desenvolvimento de Santiago e para a “incipiente” indústria de turismo.

José Alves Fernandes fez estas declarações na cerimónia de encerramento da feira, que decorreu durante três dias, em Assomada, Santa Catarina, e terminou domingo, envolvendo “parceiros importantes” do sector público e privado, sociedade civil, de entre outros.

Segundo a mesma fonte, a câmara assumiu o risco de realizar com poucos meios a segunda edição, juntando na sua organização um “pequeno grupo de pessoas” com “estratégia” e uma “dedicação absolutamente extraordinária”.

José Alves Fernandes disse que a Câmara Municipal de Santa Catarina está disponível para colaborar com a sua experiência de organização e de trabalho, ao serviço de edição da Feturis de 2019, independentemente do município em que vier a ser organizado.

“Estamos juntos, determinados e empenhados em tudo fazer para que as próximas edições percorram o caminho da profissionalização e da excelência”, enfatizou.

Disse ainda que Santa Catarina tem vindo a trilhar um caminho que atrai investimentos, visitantes e turistas, e que isso já se começou a sentir no quotidiano, uma “cidade arrumada, limpa e organizada”, que “atrai visitantes e dinamiza” a economia local, o comércio, a restauração hoteleira e o mercado imobiliário.

Apontou que ainda faz erguer as indústrias criativas, em particular o artesanato e aa música, sectores que perspectivam “grandes desenvolvimentos” nos próximos meses.

Acrescentou que uma cidade bem cuidada, com preservação do património, espaços de lazer e áreas verde, eleva a “auto-estima dos cidadãos” e isso, “quase por si só”, traduz-se no “aumento das receitas”, concretamente no pagamento de taxas e impostos.

Os feirantes participantes deram uma nota “positiva”, mostrando-se “satisfeitos” com a oportunidade de expor os seus produtos na feira.

Dizem ainda que esta é a oportunidade de não só vender os produtos, mas também expor e ser conhecido no mercado, oportunidade de fazer troca de ideias e de experiências e, sobretudo, produzir conhecimentos.

O certame foi promovido pela Associação dos Municípios de Santiago (MAS) e contou com envolvimento dos nove municípios da ilha, Santa Catarina, Tarrafal, São Miguel, Santa Cruz, São Domingos, Praia, Ribeira Grande, São Lourenço dos Órgãos e São Salvador do Mundo, com um leque diversificado de actividades como palestras, feira de artesanato dos nove municípios e momentos culturais.

CL/AA

Inforpress/Fim

Share on facebook
Facebook
Share on twitter
Twitter
  • Galeria de Fotos