Search
Generic filters
Exact matches only
Search in title
Search in content
Search in excerpt
Filter by Categories
Politica
Desporto
Economia
Sociedade
Ambiente
Cooperação
Cultura
Internacional
Destaques
Eleições

Santa Catarina: Estudantes do Politécnico de Leiria (Portugal) realizam estágio curricular na Universidade de Santiago

Assomada, 05 Mar (Inforpress) – A Escola Superior de Saúde (ESSLei) do Politécnico de Leiria criou uma parceria com a Universidade de Santiago (US) para o desenvolvimento e realização de estágios curriculares para os seus estudantes.

Nesse sentido, Catarina Filipe e Beatriz Pereira, estudantes da licenciatura em Terapia Ocupacional, já se encontram em Cabo Verde, para o estágio de dois meses na cidade de Assomada, Santa Catarina, no Centro de Atendimento a Crianças com Necessidades Educativas Especiais, também, vão, uma vez por semana, realizar uma actividade na US.

“A intervenção da Terapia Ocupacional com esta população é de extrema importância, pois para além de um contexto geral e cultural específico, são grandes os desafios para a criação de materiais de intervenção, adaptação de actividades, estimulação das crianças a diferentes níveis, ensino a familiares e cuidadores, e formação dos profissionais da equipa”, realça o director da ESSLei, Rui Fonseca-Pinto, citado numa nota de imprensa enviada à Inforpress.

Para este responsável “será, sem dúvida, uma mais-valia a população de Cabo Verde ter contacto e poder usufruir da intervenção e visão dos terapeutas ocupacionais, profissão que está a dar os primeiros passos neste país”.

Segundo a mesma fonte, todo o material desenvolvido, nomeadamente produtos de apoio, serão deixados no arquipélago para que os profissionais os possam utilizar com as crianças e a população com condições especiais de saúde.

É que, segundo ele, a divulgação e a literacia em saúde é também uma componente fundamental nesta parceria, que aposta na elaboração e desenvolvimento de panfletos para apoiar sessões de esclarecimento.

Rui Fonseca-Pinto acrescenta ainda que o enquadramento cultural e económico de Cabo Verde propõe aos estagiários o desenvolvimento de estratégias e abordagens diferentes e inovadoras, promovendo o enriquecimento pessoal e profissional, que colocam aos profissionais de saúde, e em particular aos Terapeutas Ocupacionais, vários desafios à diversificação de competências em saúde”.

“São muitos os planos que temos para cá”, disse Catarina Filipe, ao sítio da internet da US.

Adiantou que planeiam intervir nas crianças com necessidades educativas especiais, mas, no entanto, informou, que em primeiro lugar querem perceber o que que foi feito, para depois saber onde e como podem intervir, e quais são as estratégias que podem utilizar.

“Vai ser um projecto piloto, ou seja, nós como terapeutas ocupacionais e como estudantes da terapia ocupacional, este plano ainda não foi feito. Vai ser diferente mas vai abrir portas para futuros estagiários” explicou a estudante.

Da mesma forma, disse esperar poderem ajudar, trazendo coisas que sabem, aprendendo as coisas que não sabem em Cabo Verde e poderem trocar experiências.

FM/ZS

Inforpress/Fim

Share on facebook
Facebook
Share on twitter
Twitter
  • Galeria de Fotos