Search
Generic filters
Exact matches only
Search in title
Search in content
Search in excerpt
Filter by Categories
Politica
Desporto
Economia
Sociedade
Ambiente
Cooperação
Cultura
Internacional
Destaques
Eleições

Santa Catarina: Edilidade reúne-se com empresários com foco na retoma económica

Assomada, 23 Nov (Inforpress) – A Câmara Municipal de Santa Catarina, no interior de Santiago, reuniu-se hoje com empresários de vários sectores da economia para analisarem a possibilidade da criação de uma plataforma de entendimento com foco na retoma económica.

Na ocasião, a presidente da câmara, Jassira Monteiro, disse acreditar que a participação massiva dos empresários no encontro demonstra que estes estão interessados nesse “diálogo de entendimento” para um melhor desenvolvimento da economia local e do sector empresarial nesse município, que conta com 517 empresas, sendo 84,5% microempresas e apenas 4% classificadas como grandes empresas.

Nesse sentido, alertou que em tempos de crises e de incertezas os empresários santa-catarinenses têm que estar unidos, ser amigos e partilhar informações para que o município possa retomar o seu desenvolvimento de economia local no pós-covid-19.

Jassira Monteiro lembrou que a questão da retoma económica vai depender da vacinação e pediu, mais uma vez, à adesão à campanha de vacinação contra a covid-19, em particular em Santa Catarina, que regista uma taxa de vacinação inferior a 70 por cento (%).

Por sua vez, a secretária de Estado para o Fomento Empresarial, Adalgisa Vaz, que se congratulou com a iniciativa da autarquia, disse que a mesma vai servir para que o Governo partilhe todos os instrumentos que tem disponível para apoiar as empresas nessa face da retoma económica.

“A Câmara de Santa Catarina é a primeira a responder ao apelo que lançamos para implementamos uma agenda comum de promoção empresarial”, destacou a governante.

Na ocasião, lembrou que com o registo de cerca de 33.000 unidades de produção informal a nível nacional, a formalização de empresas informais é de “grande relevância para o fomento empresarial.

“O Governo já adotou uma agenda para facilitar a transição da economia informal para formal a estimular o empreendedorismo com vista a garantir, em parceria com as câmaras municipais, uma massa crítica de pequenas e médias empresas (PME) competitivas, dinâmicas e inovadoras, contribuindo significativamente para o desenvolvimento socio-económico e o emprego digno”, lembrou Adalgisa Vaz.

A iniciativa, promovida pela Câmara Municipal de Santa Catarina, através da Direcção de Promoção ao Investimento e Competitividade Empresarial, teve como palco o Salão Nobre dos Paços do Concelho.

O evento, que reuniu empresários de vários sectores da economia contou ainda com comunicações do professor universitário José Luís Mascarenhas, e do presidente do conselho de administração do Instituto de Apoio e Promoção Empresarial (Pro-Empresa), Pedro Barros.

FM/CP

Inforpress/Fim

Share on facebook
Facebook
Share on twitter
Twitter
  • Galeria de Fotos