Search
Generic filters
Exact matches only
Search in title
Search in content
Search in excerpt
Filter by Categories
Politica
Desporto
Economia
Sociedade
Ambiente
Cooperação
Cultura
Internacional
Destaques
Eleições

Santa Catarina:  Drenagem de águas e calcetamento entre preocupações da população de Nhagar

 

Assomada, 15 Set (Inforpress) – Drenagem de águas, calcetamento de estradas, escassez de água, infra-estruturas desportivas e de lazer e reabilitação de casas, foram as maiores preocupações manifestadas pela população de Nhagar, concelho de Santa Catarina, mas a autarquia promete resolver em 2018.

Durante o encontro realizado a pedido da população de Nhagar, hoje em Santa Catarina (interior de Santiago), o presidente da câmara, José Alves Fernandes acompanhado da sua equipa, considerou essas preocupações de “legítimas e pertinentes”.

É que, segundo disse, a autarquia tem privilegiado o diálogo por entender que este é o “melhor caminho” para o desenvolvimento de Nhagar e das outras 55 povoações do Município de Santa Catarina.

Durante o encontro foram propostas preocupações colectivas e individuais, em que muitos pedem construção e reabilitação de casas, mas Beto Alves, como é também conhecido o edil, comunicou que considera como prioridade a resolução dos problemas estruturantes e depois os individuais.

“No próximo ano, o orçamento vai concentrar uma boa parte de investimento em Nhagar”, afirmou, apontando outras infra-estruturas desportivas, para além do Polidesportivo já existente, espaço jovem, parque infantil, praça e espaços de lazer como obras previstas para aquela localidade.

O edil José Alves Fernandes, que informou a população que a localidade é um dos bairros que foi definido pela autarquia como “prioridade” no orçamento para 2018, pediu “calma”, argumentando que nesse primeiro ano de mandato priorizou a Cidade de Assomada, que vai ter “muitas obras”, com início agendado para Outubro.

Relativamente a problemas de habitação, uma situação individual colocada pelos presentes, em que o autarca considerou de “problema dramático” do concelho, “vai ser solucionado”, lembrando que já resolveram muitos casos, tendo em conta que estão a trabalhar em parceria com o Governo.

Sobre o desemprego levantado pelos jovens, avançou que já estão a trabalhar com o Governo no programa Start-up Jovem para a juventude e que brevemente o concelho vai ter uma incubadora, para que os jovens possam ter financiamento para auto-emprego.

Os moradores que dizem que querem “trabalho e não promessas” dão “benefício de dúvida” a equipa camarária.

Demolição de pardieiros, acesso para deficientes, acesso de estrada a escola local, reabilitação de jardim, desactivação do matadouro que, segundo os moradores representa um perigo para a saúde pública, são outras preocupações levantadas pela população que a equipa camarária promete resolver.

Os moradores, que lamentaram o facto de serem eles a agendar este encontro com a edilidade, queixaram-se ainda da fraca adesão da população, principalmente da camada jovens.

FM

Inforpress/Fim

Share on facebook
Facebook
Share on twitter
Twitter
  • Galeria de Fotos