Santa Catarina: Cruz Vermelha lança campanha de sensibilização sobre venda de bebidas alcoólicas a menores

Assomada, 11 Nov (Inforpress) – O Conselho Local da Cruz Vermelha de Cabo Verde (CVCV), em Santa Catarina, lançou hoje uma campanha de sensibilização sobre a venda de bebidas alcoólicas a menores de 18 anos, e ainda aos doentes mentais e as pessoas embriagadas.

A campanha neste município do interior de Santiago, cuja primeira fase vai decorrer até ao final deste ano, arrancou hoje na vila piscatória de Ribeira da Barca, mas também vai estar nas próximas semanas em Assomada e Rincão, seguindo-se as localidades de Figueira das Naus, Chã de Tanque, Ribeirão Manuel e Cruz Grande.

Segundo a instituição, nesta primeira fase a acção de sensibilização destina-se aos proprietários de bares, restaurantes e minimercados, mas que ainda este ano pretende-se levar a iniciativa ao Liceu Amílcar Cabral, Escola Técnica Grão-Duque Henri e ao agrupamento de Ribeira da Barca (alunos do 7º e 8º anos de escolaridade).

Em declarações à Inforpress, o presidente do Conselho Local da CVCV de Santa Catarina, Carlos Alberto Vaz, disse que esta campanha de sensibilização que se enquadra no âmbito da iniciativa da Presidência da República “Menos Álcool, Mais Vida”, visa “dar orientações claras” a esses proprietários para que não sejam vendidas bebidas alcoólicas para este grupo.

Entretanto, a mesma fonte indicou que em 2019 a campanha vai ser levada a todas as escolas do município de Santa Catarina, sobretudo, às onde se vendem bebidas alcoólicas nos arredores.

Além de sensibilizar a população nas ruas, bares, restaurantes e supermercados, os voluntários da Cruz Vermelha distribuíram panfletos e informaram as pessoas sobre a nova lei que se encontra no Parlamento para a aprovação sobre a venda e consumo do álcool, a ser implementada em Janeiro.

Conforme avançou, a nova lei, além de proibir a venda de bebidas alcoólicas a menos de 18 anos vai, igualmente, ser alargada esta restrição aos doentes mentais e pessoas embriagadas.

Por outro lado, Carlos Alberto Vaz informou que pretendem ainda alertar os comerciantes que vendendo bebidas alcoólicas a este grupo, estão a ajudá-los a correr riscos de acidentes, roubos e furtos.

“A Cruz Vermelha local abraçou esta causa para também sensibilizar a população para não vender as crianças bebidas alcoólicas e outras drogas”, enfatizou.

Relativamente a campanha de sensibilização em Ribeira da Barca, fez um balanço positivo, tendo em conta que os voluntários conseguiram levar a mensagem a todos os estabelecimentos locais, destacando ainda a reciprocidade dos proprietários.

FM/CP

Inforpress/Fim

Share on facebook
Facebook
Share on twitter
Twitter
  • Galeria de Fotos