Santa Catarina acolhe acto central das comemorações do 29º aniversário do MpD

Cidade da Praia, 11 Mar (Inforpress) –  O acto central das comemorações do 29º aniversário do Movimento para a Democracia (MpD, poder) realiza-se este ano em Assomada (Santa Catarina), um dos mais importantes círculos eleitorais do país, mas as concelhias podem organizar as suas actividades.

Em declarações à Inforpress, o secretário-geral do MpD, Miguel Monteiro, disse que a escolha de Santa Catarina não foi por acaso, já que se trata de uma região política “importante” que abrange Santiago Norte e, por isso, trata-se de um “bom local” para acolher o aniversário do partido.

Para Miguel Monteiro, assinalar os 29 anos do MpD significa as várias fases de transformações por que passou o país, nomeadamente a nível económico, político e “liberdade instituída”, assim como no poder local.

“Durante estes 29 anos, o MpD, seja no poder, seja na oposição, trouxe benefícios ao país”, indicou aquele dirigente político, concluindo que o país “está de parabéns” porque ganhou com este partido político ao longo de quase três décadas da sua existência.

O acto central vai ser presidido pelo líder do MpD, Ulisses Correia e Silva, no dia 17 deste mês.

A primeira Convenção do MpD realizou-se em Novembro de 1990.

Um ano depois concorreu e ganhou as primeiras eleições multipartidárias realizadas em Cabo Verde.

O  MpD é um partido político de   centro-direita. Esteve no poder entre 1991 e 2001. Os seus membros têm como alcunha “ventoinhas”, por causa do emblema do partido que faz lembrar uma ventoinha e identificam-se com a cor verde.

Depois de 15 anos na oposição, em 2016 voltou ao poder ao derrotar o Partido Africano da Independência de Cabo Verde (PAICV), liderado por Janira Hopffer Almada.

LC/AA

Inforpress/Fim

Share on facebook
Facebook
Share on twitter
Twitter
  • Galeria de Fotos