Search
Generic filters
Exact matches only
Search in title
Search in content
Search in excerpt
Filter by Categories
Politica
Desporto
Economia
Sociedade
Ambiente
Cooperação
Cultura
Internacional
Destaques
Eleições

Sal: Padre Adriano Baptista deseja que as pessoas sintam a presença do “Deus vivo que liberta e salva” (c/áudio)

Espargos, 11 Abr (Inforpress) – O Padre Adriano Baptista, no Sal, deseja que nesta Páscoa, marcada pela pandemia do coronavírus (covid-19), as pessoas lá em casa, junto das suas famílias, sintam a presença do “Deus vivo que liberta e salva”.

Com todos os problemas que o País e o mundo enfrentam, motivado por esta pandemia, e numa ocasião em que também se assinala a morte e a ressurreição de Jesus Cristo, o padre Adriano Baptista diz que esta é a mensagem que deixa aos paroquianos do Sal, das paróquias de Nossa Senhora das Dores e Santo António.

“Que cada família sinta essa presença de Jesus Cristo Ressuscitado na sua vida, e que não se desanimem porque, de certeza, iremos vencer esta etapa que estamos viver”, encorajou, esperançado que os fiéis se reencontrarão, brevemente, para celebrarem com “mais alegria” a sua fé.

Num olhar sobre o problema que hoje assola o planeta, o padre desperta, acautelando, que as lições que se podem tirar desta situação é “nós não somos o dono do mundo”.

“Temos um criador que nos criou para a vida, para amar uns aos outros, a estarmos atentos ainda mais ao nosso próximo (…), porque no fundo é o que Jesus veio fazer”, declarou.

“Agora com esse distanciamento, isolamento social que estamos a sentir na pele, consigamos tirar a lição do valor ao próximo, meditarmos sobre essa proximidade, relação e cuidado com o nosso próximo”, enfatizou.

Ao fazer esta ponderação, o clérigo concluiu, reiterando que esta é uma das maiores lições que se pode tirar da situação que se está a viver.

“O valor que o outro tem para me ajudar a crescer e a ser mais eu, a falta que o outro faz na minha vida”, sublinhou, desejando a todos uma Santa Páscoa.

“Que cada família, durante esse tempo Pascal, sinta esta presença de Cristo que nos ama e não nos abandona nunca. Desejar uma Páscoa feliz a todos, mesmo à distância, mesmo no isolamento, mas sentir que estamos unidos uns aos outros e em Cristo nosso Redentor”, manifestou, finalizando.

SC/AA

Inforpress/Fim

Share on facebook
Facebook
Share on twitter
Twitter
  • Galeria de Fotos