Sal: Chefes de missão para Jogos Africanos de Praia inteiram-se de questões ligadas à organização do evento

Santa Maria, 15 Nov (Inforpress) – Representantes de cerca de 54 países africanos encontram-se reunidos no Sal, no primeiro Seminário de Chefes de Missão que irão liderar as comitivas aos Jogos Africanos de Praia, para se inteirarem de questões ligadas à organização do evento.

O evento, cujo acto de abertura foi presidido pelo secretário de Estado Adjunto do Ministro de Estado, Carlos Monteiro, vai decorrer durante o dia de hoje, num dos hotéis da cidade turística.

O encontro tem como propósito informar e esclarecer os Chefes de Missão sobre todas as questões ligadas à organização destes jogos, que terão lugar de 14 a 23 de Junho de 2019, em Santa Maria, desde logística, alimentação, modalidades, recintos desportivos, entre outros aspectos.

Na sua mensagem de boas vindas, o presidente da Câmara Municipal do Sal, Júlio Lopes sublinhou o facto de os primeiros Jogos Africanos de Praia Sal 2019, patrocinado ao mais alto nível, pelo Governo, estar a envolver todo o país, e reiterou que o objectivo é promover Cabo Verde enquanto destino turístico.

“Esta ilha, este país, tem todos os atractivos para ser um grande destino turismo. Temos um grande clima, não temos inverno, belas praias, e uma juventude dinâmica em várias áreas, designadamente nas áreas dos desportos náuticos”, salientou, enunciando que os que integram os pódios de kitesurf são todos cabo-verdianos, o que mostra, disse, as condições ambientais do país.

“Por isso, não é por acaso que Cabo Verde e a ilha do Sal foi escolhido para ser o palco deste grande evento. O desporto náutico constitui um dos elementos importantes da oferta turística. Queremos que venham mais pessoas, mais visitantes, da Europa e do Continente Africano e dos outros continentes para virem também fazer a prática dos desportos náuticos aqui nesta ilha”, exteriorizou.

A presidente do Comité Olímpico Cabo-verdiano (COC), Filomena Fortes, sublinhou por seu lado, que enquanto país africano, tudo se vai fazer para que estes jogos sejam o “melhor e o maior” evento alguma vez realizado em África.

“Não só por Cabo Verde, mas por África.  Queremos mostrar que um país pequeno de meio milhão de habitantes, poderá ser a montra do desporto africano”, acentuou, referindo-se, que também pela primeira vez, realizar-se-ão os Jogos Olímpicos da Juventude em África, a ter lugar no Senegal.

Filomena Fortes concluiu desejando a todos que se dignaram marcar presença neste primeiro Seminário de Chefes de Missão, uma boa estadia no Sal.

Os Jogos Africanos de Praia Sal 2019, sob a égide da Associação de Comités Olímpicos Nacionais Africanos (ACNOA), tendo Cabo Verde ganho a candidatura para a organização dos mesmos, contemplam 11 modalidades ligadas ao mar, nomeadamente atletismo, basquetebol 3×3, andebol de praia, ténis de praia, futebol de praia, remo no mar, futebol freestyle, karaté kata, kitesurf, e natação em águas abertas.

Estima-se que, por essa altura, estarão no país cerca de duas mil pessoas ligadas aos jogos, entre atletas, dirigentes, desportivos e respectivas comitivas, bem como jornalistas de vários países do mundo.

SC/FP

Inforpress/Fim

Share on facebook
Facebook
Share on twitter
Twitter
  • Galeria de Fotos