Sal: Centro de Saúde de Santa Maria aberto com prestação de serviços primários e urgências

Santa Maria, 15 Out (Inforpress) – O novo Centro de Saúde de Santa Maria, ilha do Sal, iniciou hoje as suas actividades, disponibilizando aos utentes, serviços primários e urgências 24 horas, disse o delegado de Saúde do Sal, José Rui Moreira.

De acordo com o delegado de Saúde, infra-estrutura financiada, em parte, pelo Fundo do Turismo, e no quadro da cooperação com o Governo belga, abriu as portas com uma equipa composta por quatro médicos e oito enfermeiros, além da equipa administrativa, garantindo que, em breve, será reforçado com mais colaboradores para assegurar outros serviços de saúde e prevenção sanitária.

“Em termos de recursos humanos, aumentamos o número e vamos continuar a receber, mas temos que estar conscientes que este é um centro dedicado aos serviços primários, logo terá basicamente clínicos gerais, para dar seguimento a consultas de rotina, mas também, seguir doentes crónicos, garantir a vacinação, a gravidez, assim como a inspecção sanitária e imunização, entre outros aspetos específicos”, explicou.

O responsável clarificou, no entanto, que atendendo ao facto de ser uma cidade turística e distante do hospital central, com um “rácio populacional já bastante considerável” terá outras valências.

“Este centro é mais uma instituição em Santa Maria digna de uma cidade turística e vai contribuir para melhorar a segurança sanitária desta cidade e da ilha, sem dúvida. Vai auxiliar, não apenas na segurança contra contra a covid-19, como também de outras doenças”, garantiu Moreira.

Acrescentou, ainda, o delegado, que para além da carta sanitária, terá também um laboratório clínico que fará várias colheitas descentralizadas para alguns exames, raio X, estomatologia, urgência, farmácia, entre outros serviços que vão permitir que as pessoas de Santa Maria não tenham mais a necessidade de deslocarem-se aos Espargos, à excepção de casos de internamentos.

Em relação à especialização, José Rui Moreira afirma que vai ser realizada em concertação com o hospital central, mediante marcação.

Pequenas medidas que estão a ser providenciadas, pois segundo o delegado de Saúde, estão ainda a aguardar à chegada (ainda hoje) de uma equipa logística, para terminar de concertar e estabilizar alguns aspectos básicos, assim como a instalação dos restantes de equipamentos que irá trazer acréscimos substanciais para um “bom funcionamento” do centro.

Para alguns utentes, que há muita aguardam a abertura do centro de saúde, o espaço é “uma bênção para a localidade e irá melhorar de forma significativa às suas vidas”.

O espaço foi inaugurado em Agosto, pelo primeiro-ministro, Ulisses Correia e Silva, e teve um investimento de 271 mil contos.

AR/SC/DR

Inforpress/Fim

Share on facebook
Facebook
Share on twitter
Twitter
  • Galeria de Fotos