Search
Generic filters
Exact matches only
Search in title
Search in content
Search in excerpt
Filter by Categories
Politica
Desporto
Economia
Sociedade
Ambiente
Cooperação
Cultura
Internacional
Destaques
Eleições

Rússia põe em órbita 36 satélites para fornecer Internet a partir do espaço

Moscovo, 26 Abr (Inforpress) – A Rússia pôs hoje em órbita 36 novos satélites do operador britânico Oneweb, que quer fornecer um novo serviço de internet a partir do espaço em todo o mundo.

De acordo com um comunicado da agência espacial russa Roscosmos, o foguete Soyuz-2.1b descolou com sucesso à 01:14, hora de Moscovo (22:14 de domingo em Lisboa), do cosmódromo russo Vostotchny.

“Todos os satélites foram colocados com sucesso nas órbitas de destino”, pode ler-se na nota.

Este é o segundo lançamento dos satélites OneWeb este ano, tendo o anterior ocorrido em 25 de Março, com 36 engenhos colocados em órbita.

Outros lançamentos ocorreram em 2020 e 2019.

A Oneweb, propriedade do Governo britânico com o consórcio indiano Bharti Global, quer ter uma rede de internet global operacional até ao final de 2022, com 650 satélites em órbita.

Ao abrigo de um contrato com a companhia aeroespacial francesa Arianespace, estão previstos 16 lançamentos da Soyuz entre Dezembro de 2020 e o final de 2022 para completar a rede Oneweb.

Este não é o único projecto em curso de fornecimento de Internet global a partir do espaço.

O multimilionário norte-americano Elon Musk, responsável da empresa espacial SpaceX, já pôs em órbita mil satélites para este fim, com o objectivo de criar a rede Starlink.

O fundador da Amazon, Jeff Bezos, tem um projecto semelhante, baptizado Kuiper.

Inforpress/Lusa

Fim

 

Share on facebook
Facebook
Share on twitter
Twitter
  • Galeria de Fotos