Ribeira Grande de Santiago: Batalha pelo transporte escolar já está quase ganha – delegada escolar

Cidade da Praia, 22 Abr (Inforpress) – A delegada do Ministério da Educação em Ribeira Grande de Santiago, Ernestina Rocha, disse hoje que a “batalha” pelo transporte escolar já está quase ganha naquele município.

Ernestina Rocha fez tais declarações à imprensa, à margem de uma tarde cultural organizada por aquela delegação, na Cidade Velha, no âmbito das comemorações do Dia do Professor Cabo-verdiano, que se assinala a 23 de Abril.

“A nível do transporte escolar, nós temos uma batalha que já está quase ganha”, afirmou aquela fonte, avançando que, recentemente, o presidente da Câmara Municipal da Ribeira Grande de Santiago, Manuel de Pina, anunciou a aquisição de quatro autocarros para dar respostas às demandas do concelho.

Ernestina Rocha frisou ainda que Ribeira Grande de Santiago possui as chamadas zonas altas, onde há necessidade de transporte escolar.

“Temos alunos que vêm um pouco carregados no transporte, mas isto está sendo resolvido aos poucos e acreditamos que até o final do ano lectivo teremos a situação dos transportes resolvida”, acrescentou.

Passando o olhar sobre o município, Ernestina Rocha afirmou que a educação “está indo muito bem”, facto que, segundo argumentou, poderá ser comprovado com os resultados obtidos, tanto no I como no II trimestre do presente ano lectivo.

“No segundo trimestre, a nível do secundário, temos um resultado que ronda os 88%. A nível do secundário temos um resultado que ronda os 96%. Isto mostra que a educação no concelho está a ser trabalhada e com todo o afinco, no sentido de melhorarmos a performance da educação no município”, acrescentou.

Em relação aos desafios, a mesma fonte indicou que estes são vários e, por isso, segundo adiantou, está-se a trabalhar junto dos parceiros do Ministério da Educação e outras entidades, no sentido de se dar respostas às demandas da educação na Ribeira Grande de Santiago.

Mais adiante, aquela responsável fez saber que o relacionamento entre os pais, encarregados de educação, professores e todos os responsáveis de educação naquele município é “saudável”.

“Mas nós vamos continuar a fazer o nosso trabalho, no sentido de trazer os pais para mais perto da escola”, assegurou.

GSF/JMV

Inforpress/Fim

Share on facebook
Facebook
Share on twitter
Twitter
  • Galeria de Fotos