Search
Generic filters
Exact matches only
Search in title
Search in content
Search in excerpt
Filter by Categories
Politica
Desporto
Economia
Sociedade
Ambiente
Cooperação
Cultura
Internacional
Destaques
Eleições

ERIS manda retirar medicamentos com ranitidina usados para azia e úlceras

Cidade da Praia, 25 Set (Inforpress) – A Entidade Reguladora Independente da Saúde (ERIS) mandou recolher lotes de medicamentos para tratar a azia e úlceras que contêm ranitidina, por terem detectado uma impureza, N-Nitrosodimethylamine (NDMA), na substância activa.

Esta publicação de segurança vem na sequência de um alerta internacional, no qual foram identificadas impurezas da classe das nitrosaminas em alguns medicamentos contendo ranitidina, substância activa utilizada no tratamento da úlcera péptica, esofagite de refluxo e síndrome de Zollinger-Ellison.

Em Cabo Verde, apurou-se, segundo a ERIS, a existência de lotes dos medicamentos visados, pelo que, de acordo com o princípio da precaução, visando reduzir ao mínimo o risco e limitar a exposição a esta substância, aquela entidade reguladora determina a suspensão da comercialização e a retirada imediata de todos os lotes dos medicamentos em causa do mercado.

Sendo assim, determinou a ERIS que as entidades que possuam embalagens destes lotes em stock “não as podem vender, dispensar ou administrar, devendo proceder à sua devolução”.

No mesmo plano, “os doentes que disponham de embalagens pertencentes a estes lotes devem contactar o farmacêutico para as poderem substituir por uma embalagem de outro lote ou o médico no caso de ser prescrito um medicamento alternativo”.

“De referir que existem alternativas a estes medicamentos no mercado nacional, pelo que não se coloca o risco de desabastecimento”, afirma a ERIS, completando que continuará a acompanhar e a divulgar toda a informação de segurança sobre este assunto.

GSF/ZS

Inforpress/Fim

Share on facebook
Facebook
Share on twitter
Twitter
  • Galeria de Fotos