REPORTAGEM/Santa Catarina: Jovens do sexo feminino dão mais importância ao Dia dos Namorados do que os do sexo masculino (c/áudio)

*** Por Feliciano Monteiro, da Agência de Notícias Inforpress ***

Assomada, 14 Fev (Inforpress) – As mulheres em Santa Catarina, sobretudo as jovens do sexo feminino, dão mais importância ao Dia dos Namorados do que os do sexo masculino, conforme constatou a Inforpress neste município do interior de Santiago.

A Inforpress abordou mais de 30 estudantes de ambos os sexos do Liceu Amílcar Cabral (LAC) e Escola Técnica Grão-Duque Henri (ETGDH) e muitos outros que, de momento, trabalham por contra própria e de outrem, a propósito do Dia dos Namorados ou São Valentim, que se assinala hoje, 14 de Fevereiro.

As jovens, que não quiseram identificar-se e que estudam 9º, 10º, 11º e 12º anos de escolaridade, foram unânimes em afirmar que “dão importância” ao Dia dos Namorados, porque valorizam e acreditam no amor.

“Hoje é um dia especial, mas muitos confundem o Dia dos Namorados como o dia de fazer sexo e há quem aproveita desse dia para pedir sexo como prova de amor”, desabafaram as entrevistadas da Inforpress, que veem a cada ano no dia como uma oportunidade dos seus namorados mudarem de atitudes e comportamentos.

Corroborando com as jovens, as mulheres adultas e que vivem há anos com os seus companheiros e muitas com filhos que também não quiseram identificar disseram à Inforpress que o “Dia dos Namorados realmente é todos os dias”, mas que, entretanto, consideram hoje como um “dia especial” em que ficam à espera que os parceiros as surpreendam com flores, chocolates e outros brindes, ou seja, que façam “algo diferente” dos demais dias do ano.

Para as jovens do sexo feminino os rapazes não dão importância à esta data, por terem mais do que uma namorada, por isso “inventam” desculpas para não a assinalar.

Rúben Moniz, 19 anos, que estuda no 11º ano no LAC, Anderson Silva, Abdelson Gomes, Kéven Rocha, alunos do 8 º ano da ETGDH, Anderson Gonçalves, 20 anos, promotor que faz carregamento de saldos nos telemóveis e Anilson Rocha, 19 anos, designer, foram alguns dos jovens que aceitaram falar “abertamente” com a Inforpress sobre o Dia dos Namorados.

Os entrevistados consideram o Dia dos Namorados como qualquer outro, ou seja, afirmam que hoje é um “dia normal”.

Questionados se a desvalorização do dia tem a ver com o facto de terem mais do que uma namorada confessaram que sim, aliás, lembraram que esta é a única razão que leva muitos homens e rapazes a “não darem importância ao Dia dos Namorados”, assinalado hoje um pouco por todo o mundo.

Diferente dos demais jovens, Anilson Rocha e Kéven Rocha, que afirmaram ter apenas uma namorada, admitiram que vão oferecer presentes à “pessoa amada”, porque valorizam o amor, mas advertem que também ficam à espera do mesmo gesto por parte das namoradas.

Como também hoje é dia de amizade, muitos dos alunos que disseram que não estão na idade para namorar e que o foco é o estudo, admitiram, por outro lado, que vão oferecer brindes aos colegas de turmas e aos professores.

Por outro lado, muitas foram as jovens que admitiram a possibilidade de pôr fim ao namoro se os seus namorados não as presentearem, demonstrarem um acto de afecto ou se não as disserem uma frase romântica, hoje, Dia dos Namorados.

É que segundo elas, “um simples eu te amo” vale mais do que mil presentes, que é o caso de uma das entrevistadas da Inforpress que namora à distância e que recebeu uma ligação do seu namorado via Messenger logo pela manhã: “Achei este acto fofo”, desabafou.

Tanto os jovens do sexo feminino e os do sexo masculino, com quem a Inforpress conversou não falaram do casamento, tendo apenas limitado em dizer que “o tempo é que vai decidir”.

Em declarações à Inforpress, confirmando as afirmações das jovens do sexo feminino, o sociólogo Henrique Varela explicou que o género feminino tem “mais afecto, mais carinho e quer sentir-se com mais segurança, para sustentar a sua afirmação afirmou que elas tentam sempre dar presentes e flores e assumem esta data [Dia dos Namorados] como uma “data muito séria”.

Entretanto, segundo ele, o género masculino às vezes tem mais aversão, tem uma outra fuga em relação à essa data, por isso desvalorizam-na e não dão tanta importância como as do sexo feminino.

Questionado se os jovens do sexo masculino não dão importância a esta data por terem mais do que uma namorada, o também professor de Sociologia no LAC respondeu que em parte também é por causa disso.

“Tem gente que nesta época, nesse dia, diz que está de mal com a pessoa, justamente para não presenteá-la e dá prioridade, por exemplo à outra pessoa”, desabafou, afirmando que este caso acontece com frequência.

Na sua perspectiva, no relacionamento tem que ter a conjugação do verbo amar, que aliás, lembrou, deve ser “uma obrigação e não uma opção”.

“Quem ama faz tudo certo, quem ama protege, quem ama cuida, acompanha e aconselha e é o amor, sobretudo o amor no bom sentido da palavra e do termo”, aconselhou os namorados e esposos.

Henrique Varela aproveitou para alertar os “casais apaixonados” que “hoje não é dia do sexo, mas sim do amor, da amizade e da felicidade”.

Em Santa Catarina, artesãos tem em curso desde o dia 12, uma feira de artesanato – AMARTE em comemoração ao Dia dos Namorados que culmina hoje, onde pode-se encontrar diversos produtos artesanais, como bordados, bijutaria, artes em cabedal, flores, quadros e ainda produtos como doces e salgados diversos.

Também para assinar a data os alunos do LAC promoveram uma “mini-feira” para venda de produtos diversos relacionados com o Dia de São Valentim.

Em Assomada, Santa Catarina, conforme apurou a Inforpress, nas lojas e boutiques que encontram-se enfeitadas há alguns dias de cor vermelha e branca nota-se afluência de pessoas a comprarem prendas românticas.

Alguns restaurantes também estão a oferecer jantares românticos, na pastelaria Pão Quente encontra-se bolos confeccionados especialmente para assinalar a data e na Foto Repórter encontra-se a venda flores naturais e muitos brindes personalizados, desde quatros, copos e camisas.


FM/CP

Inforpress/Fim

Share on facebook
Facebook
Share on twitter
Twitter
  • Galeria de Fotos