Search
Generic filters
Exact matches only
Search in title
Search in content
Search in excerpt
Filter by Categories
Politica
Desporto
Economia
Sociedade
Ambiente
Cooperação
Cultura
Internacional
Destaques
Eleições

REPORTAGEM/Santa Catarina: Filha de emigrantes africanos cria associação para formar “líderes do futuro” no Continente

Assomada, 27 Fev (Inforpress) – Victória Duarte Gonçalves, filha de emigrantes cabo-verdiana e costa-marfinense, nascida em França, criou a Associação “Acredita na bo Vitória”, para formar “líderes do futuro” em África, visando ajudar no desenvolvimento desse “belo continente”.

“Estando em França, não vou conseguir ajudar Cabo Verde, Costa do Marfim e África a desenvolverem-se. África tem muitos recursos, tem homens e mulheres trabalhadores, e com capacidades para alcançarem os seus objectivos”, contou à Inforpress a jovem que nasceu e cresceu em França.

Por isso, esta jovem activista, que quer incutir nas crianças que elas são capazes de alcançarem “vitórias” e que “nada não é impossível”, deixou a França para viver em Cabo Verde com marido e seus quatro filhos, em Junho de 2018.

Conforme explicou, nessa primeira fase vai criar escolas (centros educacionais) em Santa Catarina, no interior de Santiago, e numa segunda fase em outros concelhos e ilhas de Cabo Verde e na terceira fase chegar à Costa do Marfim, terra do seu pai, para que nenhuma criança fique na rua “sem fazer nada”.

Daí, a abertura desses centros para que meninas e meninos possam desenvolver a mente, através da dança, música, teatro, explicações/ajuda nos trabalhos de escolas, assim como ela teve quando era criança na França.

É que, segundo ela, se ninguém fazer nada por Cabo Verde e Costa do Marfim, e por África no seu todo, “nunca este belo continente vai conseguir se desenvolver”.

Com base na célebre frase de Nelson Mandela “A educação é arma mais poderosa que você pode usar para mudar o mundo”, Gonçalves quer incutir nas crianças que elas podem ajudar os seus países e o continente a se desenvolverem.

A jovem activista social informou que, de momento, a associação já conta com três centros educacionais em Santa Catarina, sendo uma na cidade de Assomada, e demais nas vilas piscatórias de Rincão e Ribeira da Barca.

A escola abriu em Setembro de 2019, em Assomada, e conta com 64 crianças, seguido de Rincão, em Fevereiro de 2020, com mais de 74 crianças, e Ribeira da Barca, cuja abertura aconteceu esta segunda-feira,24, e encontra-se na fase de inscrição.

Os três centros acolhem crianças em idade escolar, ou seja, a partir do 1º ano de escolaridade, que pagam uma mensalidade “simbólica” de 500 escudos, onde são desenvolvidas por dia uma actividade específica.

Explicações/ajuda nos trabalhos de escolas nas mais diversas disciplinas, aulas de dança, música (instrumentos e voz), teatro, desporto (capoeira), artes plásticas e línguas (Francês) são as actividades que, de momento, são desenvolvidas nos centros educacionais.

“Queremos às crianças que, através da educação, podem chegar onde quiserem”, afirmou a jovem, formada em Contabilidade, que convida pessoas e entidades a juntarem-se a ela nesse projecto que almeja desenvolver a África, neste particular Cabo Verde.

À Inforpress revelou que a Associação “Acredita na bo Vitória” (acredita na tua vitória, em português), além da educação, com foco na criação de escolas/centros educacionais, preocupa-se com o social, com ênfase em formações/sensibilização no combate à gravidez na adolescência e abuso sexual de crianças e o empreendedorismo, para incentivar os jovens a construir o seu futuro sem esperar pelos governos.

Aliás, informou que, para este ano, além de ministrarem formações sobre abuso sexual e gravidez precoce e em empreendedorismo, tencionam ainda proporcionar formação de sensibilização ambiental.

Ampliação do centro de Assomada, contratação de uma psicóloga, abertura de uma sala de informática, criação de um jardim para crianças de 0 aos 6 anos, com foco nas línguas (português, inglês e francês), aulas de mandarim, abertura de uma sala para as crianças que saíram do sistema escolar ajudando-lhes a recuperar a confiança em si mesmas, a pensar num futuro, a encontrar o seu caminho e um trabalho, são outras acções da associação a serem desenvolvidas em 2020.

FM/JMV

Inforpress/Fim

Share on facebook
Facebook
Share on twitter
Twitter
  • Galeria de Fotos