Search
Generic filters
Exact matches only
Search in title
Search in content
Search in excerpt
Filter by Categories
Politica
Desporto
Economia
Sociedade
Ambiente
Cooperação
Cultura
Internacional
Destaques
Eleições

Reitora da Uni-CV destaca aposta em “programas inéditos” que projectaram o País

Cidade da Praia, 22 Nov (Inforpress) – A reitora da Universidade de Cabo Verde (Uni-CV), Judite Nascimento, destacou hoje a aposta e implementação de “programas inéditos” na capacitação dos cabo-verdianos em áreas relevantes e na projecção do País.

Judite Nascimento falava à imprensa, na Cidade da Praia, à margem da sessão solene de comemoração do 15º aniversário da instituição pública de ensino superior.

“Conseguimos implementar programas de grande realce, sobretudo programas inéditos em Cabo Verde que só existem na universidade, que protejam o País, e criaram oportunidades para os cabo-verdianos se capacitarem em áreas que são relevantes para o país”, regozijou-se.

Segundo avançou, a Uni-CV conseguiu implementar um projecto de mestrado integrado em Medicina, licenciatura em Estudos Chineses, Direito, Relações Internacionais e Diplomacia, Filosofia Política e Relações Internacionais e os cursos de especialização na área da Matemática.

Judite de Nascimento, que está à frente da universidade pública desde 2014, assegurou que grande parte dos compromissos assumidos foi cumprida e com base nos recursos disponíveis.

“Houve melhoria das condições de vida e de trabalho não só a nível das infra-estruturas como dos laboratórios e das condições das salas e gabinetes”, referiu, acrescentando que ao longos desses anos, juntamente com os parceiros nacionais e internacionais, conseguiram manter as infra-estruturas e promover a sua melhoria.

Segundo a reitora, a universidade tem hoje, nos polos da Praia, Assomada e Mindelo, condições em termos de infra-estruturas e equipamentos para funcionar e criar qualidade no ensino, nos pilares de investigação e a extensão universitária.

“Tivemos um grande ganho a nível da melhoria das condições do funcionamento dos laboratórios a todos os níveis, mas também na eficiência da universidade através do sistema de gestão e de informação que foram desenvolvidos e potencializados nos últimos anos”, realçou.

Para Judite de Nascimento, hoje a Uni-CV é uma das instituições mais digitalizadas no país graças ao “esforço abnegado” e ao “profissionalismo” impresso por equipas constituídas por estudantes e professores e que levaram a mesma a capitalizar as competências e capacidades que os cursos da área da tecnologia permitiam.

Esses ganhos, considera a reitora, estão associados à valorização dos recursos humanos e a reestruturação de todo o sistema de gestão da investigação é feita por ecossistemas com uma unidade de gestão de projectos associados.

“A nível da acção social e ambiente académico, temos hoje condições de alojamento para estudantes de outras ilhas, municípios e pessoas em intercâmbio académico, melhorarmos grandemente a nível da disponibilização de refeitórios e, neste momento, estamos no processo de recrutamento de uma empresa para explorar o refeitório”, suscitou.

AV/CP

Inforpress/Fim

Share on facebook
Facebook
Share on twitter
Twitter
  • Galeria de Fotos