“Refugiado” cabo-verdiano morto por espancamento no Brasil

 

Cidade da Praia, 09 Abr (Inforpress) – Um individuo identificado como “refugiado” cabo-verdiano morreu sexta-feira em Matias Barbosa, município do estado brasileiro de Minas Gerais, depois de ter sido espancado por um jovem de 17 anos, de acordo com a Polícia Militar brasileira.

De acordo com o Diário de Notícias, que cita o jornal Globo, no seu portal na Internet, Luxor Dion Monteiro, um cabo-verdiano, 30 anos, “sem-abrigo, ainda foi socorrido e encaminhado para o hospital de Juiz de Fora, no mesmo Estado, mas acabou por morrer naquela unidade hospitalar”.

Luxor Dion Monteiro, segundo relata a imprensa estrangeira, tinha passaporte e permissão válida de residência até 2018.

Segundo informações a avançadas à Polícia, a vítima chegou a ser socorrida e levada para um hospital em Juiz de Fora, mas morreu na unidade.

O corpo foi encaminhado para Instituto Médico Legal (IML), que informou ao G1 que o homem tinha um passaporte com pedido de refúgio e documento de identidade de estrangeiro com data de 2015 a 2018 e o  caso será encaminhado para a delegacia de homicídios da cidade.

A Polícia Civil pede que qualquer informação sobre parentes desse homem seja repassada ao IML, que fica na Rua Professora Carolina Coelho, no Bairro Granbery, em Juiz de Fora.

O adolescente suspeito do homicídio, de acordo com o mesmo artigo, foi detido e encaminhado para a delegacia da polícia civil de Matias Barbosa.

Share on facebook
Facebook
Share on twitter
Twitter
  • Galeria de Fotos