Recém-empossada presidente da Pró Capital promete trabalhar na “desmistificação” do conceito de capital de risco (c/áudio)

Cidade da Praia, 16 Abr (Inforpress) – A recém-empossada presidente da Pró Capital, sociedade de riscos de capital exclusivamente público, Adalgisa Vaz, prometeu hoje, na Cidade da Praia, que vai trabalhar na “desmistificação” do conceito de capital de risco.

Em declarações à imprensa, à margem da sua tomada de posse, Adalgisa Vaz disse contar com o apoio dos bancos, das associações dos empresários e da Pro Empresa nesse trabalho, para demonstrar o interesse do capital de risco como uma fonte alternativa ao financiamento das empresas.

“Fazemos questão de apelar aos bancos a não rejeitarem qualquer proposta de crédito por insuficiência de fundos próprios e contamos com eles para nos ajudar a identificar os promotores que têm projectos de interesse, mas que precisam reforçar os capitais próprios”, esclareceu Adalgisa Vaz.

De acordo com a recém-empossada, essa “desmistificação” vai permitir uma alavancagem financeira para mobilizar recursos junto dos bancos e dos mercados de capitais, visto que, conforme explicou, muitas vezes as empresas submetem perdidos de financiamento, mas não têm o capital mínimo exigido pelos bancos para poderem aceder ao financiamento.

“A Pró Capital é uma resposta para dotar as empresas de fundos necessários para poderem mobilizar recursos ou então levar a cabo o seu programa de investimento”, indicou a mesma fonte.

Adiantou ainda que pretendesse criar um fundo de capital de risco para acompanhar projectos de start-ups de pequenas e médias empresas nos domínios das tecnologias de informação, sendo o montante máximo de financiamento de cinco mil contos contando com a participação maioritária da Pro Empresa e a Pro Capital com uma partição de até dois mil contos.

Por sua vez, o ministro das finanças, Olavo Correia, que presidiu ao acto da tomada de posse, disse que com a criação da Pró Capital ficou completo o ecossistema da sociedade de risco de capitais, que vai permitir com que o acesso ao financiamento seja mais facilitado.

Olavo Correia prometeu apoiar o conselho de administração da recém-formada empresa e anunciou a injecção de cerca de cinco milhões de euros para que possa partilhar o capital próprio com os empresários que têm bons projectos.

A Pró Capital é uma sociedade de risco de capitais exclusivamente público que visa dinamizar a criação e o desenvolvimento de empresas cabo-verdianas, com o objectivo de realizar participações em empresas com forte potencial de crescimento e desenvolvimento.

OM/ZS

Inforpress/Fim

Share on facebook
Facebook
Share on twitter
Twitter
  • Galeria de Fotos