Rádio Comunitária Voz di Ponta d´Agua tem contribuído para a promoção de valores sociais e desenvolvimento das comunidades – coordenadora

Cidade da Praia, 13 Fev (Inforpress) – A coordenadora da Rádio Comunitária Voz di Ponta d´Agua (RCVPA) destacou hoje o “forte contributo” que a estação emissora tem dado na promoção de valores e no desenvolvimento das comunidades mais desfavorecidas da cidade da Praia.

Em declarações à Inforpress, no âmbito do dia Mundial da Rádio, que se assinala hoje, a coordenadora da Rádio Comunitária Voz Ponta d´Agua (RCVPA), na cidade da Praia, Antonieta Moreira, salientou a importância dessa data, defendendo a necessidade de as acções de comemoração serem cada vez mais acções que dêem “vez e voz” às pessoas nas suas comunidades.

A Rádio comunitária Voz di Ponta d´Agua, de acordo com a coordenadora, criada em 2003 e dentro das suas limitações de sustentabilidade tem feito o possível para cumprir a sua missão e proporcionar às comunidades integradas um serviço público de qualidade.

Destacou, neste sentido, o contributo da mesma, através da sua grelha de programação na promoção de valores sociais e no desenvolvimento das comunidades mais desfavorecidas, que por sua vez têm estado cada vez mais próximas e bem informadas.

“Temos uma parceria com o Movimento Jovens Unidos pela Paz, onde temos estado a produzir programas voltadas para a questão da promoção da paz social e não-violência, e temos notado a influência que isso tem tido nas nossas comunidades e destacamos, por exemplo, o seu impacto positivo na comunidade de Safende, que antes era um bairro problemático, mas hoje tem sido um bairro de exemplo na promoção da paz”, referiu.

Frisou, entretanto, que o maior constrangimento da RCVPA continua a ser a sustentabilidade financeira, uma realidade que, realçou, não tem permitido alcançar outros patamares de funcionamento e conseguir reter técnicos que, por falta de alternativas, têm procurado emprego noutras paragens.

Destacou o apoio disponibilizado pelo Governo na melhorias do funcionamento das rádios comunitárias no país de uma forma geral, apontando, contudo, que o mesmo não é suficiente para cobrir todas as despesas, isto tendo em conta que o orçamento da RCVPA ronda os dois mil contos.

“No ano passado, o Governo colocou à nossa disposição um valor de 250 mil escudos, é claro que isso é uma ajuda para nós, mas esse valor não é suficiente para uma rádio que está presente na sua comunidade e que dá vez e voz às pessoas, leva informação”, disse, propondo a criação de espaço de debate sobre os desafios e o futuro das rádios comunitárias.

Defendeu, ainda, um olhar especial às rádios comunitárias enquanto veículo de comunicação importante, apelando, neste contexto, às entidades responsáveis a continuarem a trabalhar na criação de condições, visando garantir a consolidação da democracia e o desenvolvimento do país.

O Dia Mundial do Rádio é comemorado a 13 de Fevereiro, em homenagem à primeira emissão de um programa da United Nations Radio (Rádio das Nações Unidas), em 1946. A transmissão do programa foi em simultâneo para um grupo de seis países.

A data foi criada e oficializada em 2011, pela Organização das Nações Unidas para a Educação, Ciência e Cultura (UNESCO). O primeiro Dia Mundial do Rádio foi celebrado apenas em 2012.

CM/JMV

Inforpress/Fim.

Share on facebook
Facebook
Share on twitter
Twitter
Generic filters
Filter by Categories
Ambiente
Cooperação
Cultura
Sociedade
Desporto
Politica
Economia
Internacional
  • Galeria de Fotos