Qualificação Afrobasket’2021: Apesar da derrota “o resultado não foi de todo mau” – treinador adjunto de Cabo Verde

Cidade da Praia, 18 Fev (Inforpress) – O treinador adjunto da selecção de Cabo Verde de basquetebol considerou hoje que “apesar da derrota para Marrocos o resultado não foi mau de todo” e que tudo está aberto para a qualificação ao Afrobasket’2021.

Em partida inaugural do Grupo E desta segunda fase de apuramento para o Afrobasket’2021, realizada no “Salle Mohamed Mzali”, em Monastir, na Tunísia, de qualificação para o Afrobasket’2021, Cabo Verde perdeu por 69-72.

Em declarações à Inforpress via Internet, Danielson Miranda justificou que o desaire “não foi de todo mau”, visto que na primeira mão Cabo Verde tinha vencido Marrocos por uma diferença de sete pontos.

“De facto tínhamos uma boa vantagem, mas entramos mal, os Marrocos entraram mais agressivos e fizeram-nos perder muitas bolas e viraram o jogo”, analisou Danielson Miranda para quem nada ainda está perdido.

Quanto aos próximos dois jogos, a serem disputados sábado e domingo, frente ao Egipto e Uganda afirmou que “é para serem encarados com optimismo e com o trabalhar para a vitória”.

Com a derrota desta manhã, os Tubarões Azuis perderam a oportunidade de se qualificar automaticamente para a fase final do Afrobasket’2021, já que bastava este triunfo para conquistar o passaporte para a maior montra do basquetebol africano.

Resta agora aos cabo-verdianos redimirem-se deste “desaire” em partidas do mesmo grupo, previstos para sábado e domingo, ante as equipas nacionais da Tunísia e do Uganda, respectivamente.

SR/CP

Inforpress/Fim

Share on facebook
Facebook
Share on twitter
Twitter
  • Galeria de Fotos