Qualificação Afrobasket’2021: Anderson Correia é o espelho da convicção dos convocados no apuramento para Ruanda

Cidade da Praia, 14 Fev. (Inforpress) – A selecção cabo-verdiana de basquetebol parte parcialmente este domingo para a Tunísia, com escala técnica em Marrocos, com todo o “staff” convicto na qualificação para o Afrobasket’2021, a ser disputado no Ruanda.

O seleccionador cabo-verdiano da modalidade, Emanuel “Mané” Trovoada, explicou à Inforpress que a comitiva crioula deixa a capital cabo-verdiana com uma parte dos seleccionados, para se juntar, na Tunísia, aos convocados que se encontram nos campeonatos na Europa.

Com um sentimento de optimismo, luta e determinação, o colectivo está confiante no apuramento desta prova que decorre a partir de 17 do corrente, na Tunísia, com Cabo Verde a ter no seu caminho os combinados nacionais do Marrocos, do Egipto e do Uganda.

Esta convicção foi partilhada à Inforpress pelo extremo/base, Anderson Correia, que manifestou a sua satisfação pela forma “valiosa” como decorreram os treinos da segunda fase em Tarrafal de Santiago, alegando que os erros cometidos já foram corrigidos, para que Cabo Verde consiga vitórias em todas as três partidas e regressar com o apuramento.

Medalha de ouro em afundanços nos I Jogos Africanos de Praia, Anderson Correia, considerado pela FIBA-África como uma das figuras, ao liderar o “Top 5” dos maiores lances da primeira fase realizada no Egipto, disse que Cabo Verde vai com objectivo bem definido “para vencer e convencer”, sublinhando que os adversários já se conhecem mutuamente.

Correia disse à Inforpress que a forma como foi destacado pela FIBA-África, não obstante ser dos mais novos na equipa cabo-verdiana, poderá jogar a seu favor como um incentivo, sobretudo para galvanizar os mais jovens a chegar à equipa nacional.

Afiançou que Cabo Verde conta com “uma forte equipa”, numa altura em que, ajuntou, estão a despontar novos jovens valores espalhados pelo País e na diáspora.

Aos 23 anos, 1,94 metros, este jogador, que representa o Chamusca Basket Clube, em Portugal, endereçou uma mensagem a todos os cabo-verdiano, no sentido de continuarem a demonstrar todo o apoio e carinho à selecção, ressalvando que a comitiva está a fazer de tudo para representar a bandeira nacional com a maior dignidade, em busca de qualificação.

Cabo Verde inicia a sua competição na Tunísia, a 18 do corrente, frente a Marrocos, para dois dias depois defrontar o Egipto, estando calendarizado o terceiro e último jogo no dia 21, ante o Uganda.

De acordo com o regulamento da FIBA-África, os três primeiros classificados de cada grupo apuram-se automaticamente para o Afrobasket a ser disputado no Ruanda.

SR/JMV

Inforpress/Fim

Share on facebook
Facebook
Share on twitter
Twitter
  • Galeria de Fotos