Search
Generic filters
Exact matches only
Search in title
Search in content
Search in excerpt
Filter by Categories
Politica
Desporto
Economia
Sociedade
Ambiente
Cooperação
Cultura
Internacional
Destaques
Eleições

Projectos do MAC 2014-2020 preparam livros de receitas cabo-verdianas de peixes e mariscos

Cidade da Praia, 30 Mar (Inforpress) – Os projectos Macarofood e Mariscomac, apresentados hoje na Cidade da Praia, estão a preparar dois livros de receitas tradicionais e criativas de pratos cabo-verdianos de peixes e mariscos com o objectivo de valorizar a gastronomia nacional.

Macarofood e Mariscomac são dois projectos de desenvolvimento de condições técnico-científicas, formação, transferência de tecnologia e conhecimento, visando fomentar a exploração e comercialização sustentável de mariscos na Macaronésia, no âmbito da cooperação territorial com os países da Macaronésia (MAC – 2014-2020) da União Europeia (UE).

“Portanto, os projectos vão atender os assuntos de interesse dos arquipélagos da Madeira, das Canárias e de Cabo Verde no tocante às pescas extrativas (peixes e mariscos), passando pela transformação, comercialização até chegar à restauração”, explicou o coordenador cientifico dos projectos, José António Gonzalez.

Em termos de produtos finais, José António Gonzalez adiantou que os projectos vão deixar dois grandes livros de receitas da cozinha cabo-verdiana.

“O Macarofood vai se centrar nas receitas criativas e inovadoras. Cozinha mais de vanguarda e mais de difusão e o Mariscomac vai se centrar nas receitas tradicionais de Cabo Verde”, disse adiantando que os dois livros, em formato digital e papel, além do modo de preparo, vão apresentar um bloco técnico de valorização das matérias primas, do valor nutricional e as informações de sustentabilidade das espécies.

Os projectos contam com as parcerias do Instituto Nacional de Desenvolvimento das Pescas (INDP), da Universidade de Cabo Verde (Uni-CV), da Agência para o Desenvolvimento Empresarial e Inovação (ADEI) e da Escola de Hotelaria e Turismo de Cabo Verde.

O Macarofood e Mariscomac são dois projectos do apoio do reforço das Pequenas e Médias Empresas (PME) da fileira das pescas e estão orçados em cerca de um milhão e 100 mil euros, aproximadamente 121 milhões de escudos.

José António Gonzalez estima que aproximadamente 60 por cento do orçamento vai ser investido em Cabo Verde.

“Todos os navios e botes que vão fazer as provas de mar, as pescas e o desenvolvimento tecnológico, vão ser alugados em Cabo Verde e muitas empresas vão ser dinamizadas no sector das pescas extrativas, da transformação e dos eventos para promover o pescado e os mariscos”, explicou.

Os projectos, enquadrados no programa de cooperação territorial MAC 2014-2020 da UE, têm a duração de três de anos, devendo estar concluídos em 2019.

MJB/CP
Inforpress/fim

Share on facebook
Facebook
Share on twitter
Twitter
  • Galeria de Fotos