Search
Generic filters
Exact matches only
Search in title
Search in content
Search in excerpt
Filter by Categories
Politica
Desporto
Economia
Sociedade
Ambiente
Cooperação
Cultura
Internacional
Destaques
Eleições

Projecto “Workshop Musical nas Escolas Secundárias” ajuda financeiramente 184 artistas em tempos de pandemia (c/áudio)

Tarrafal, 23 Jun (Inforpress) – O “Workshop Musical nas Escolas Secundárias” implementado pelo Ministério da Educação nas ilhas de Santiago e São Vicente, no âmbito do projecto Educação, Cultura e Solidariedade, ajudou financeiramente 184 artistas neste período de pandemia da covid-19.

A informação foi revelada hoje por Paulo Martins, da empresa Ritmos, Sons e Eventos, no encerramento do “Workshop Musical nas Escolas Secundárias”, que teve como palco a Escola Secundária do Tarrafal de Santiago, numa cerimónia presidida pelo ministro da Educação, Amadeu Cruz.

“O balanço é muito positivo, tendo em conta que atingimos todas as escolas secundárias das ilhas de Santiago e São Vicente, 184 artistas, milhares de alunos e professores e pessoas singulares”, congratulou-se o também coordenador do projecto, que teve duração de seis meses.

É que, segundo ele, a iniciativa ora finda, permitiu que os alunos conhecessem o “outro lado” do artista e da música, para que possam tirar da ideia de que a música é só o cantor no palco.

“Temos toda a indústria por detrás dos cantores e temos várias áreas de trabalho [no mundo da música], desde um operador de câmara que grava para um videoclip, do pessoal da maquiagem, da segurança e bombeiros”, explicou Paulo Martins.

Além de ajudar os artistas afectados com a pandemia da covid-19, destacou o facto de através deste projecto terem descoberto “novos talentos”.

Sobre os novos talentos, adiantou que tentaram indicá-los o caminho para que possam alcançar o sucesso de forma mais rápida, e disse esperar que estes tenham no futuro sucessos quer a nível nacional e internacional.

E tendo em conta que os objectivos traçados foram alcançados nesta primeira fase da implementação do projecto, aquele produtor cultural disse esperar que o mesmo continue para que possa beneficiar escolas secundárias de outras ilhas.

Também, em declarações à imprensa, Amadeu Cruz disse que constatou que este projecto é “muito importante”, por um lado, para a animação e inclusão nas escolas, e, por outro, de solidariedade com os artistas.

O governante destacou o facto de o projecto desenhado pelos promotores e que foi implementado durante seis meses nas escolas secundárias das ilhas de Santiago e São Vicente ter levado para estes estabelecimentos de ensino “momentos de partilha de valores, cultura e de solidariedade”.

O ministro Amadeu Cruz considerou de “motivo de satisfação e de orgulho”o envolvimento dos estudantes, dos professores das escolas beneficiadas, e os “testemunhos extraordinários” no encerramento do workshop musical dos artistas Mc Acondize e Dibaz Mob.

Na ocasião, a mesma fonte lembrou que este projecto cultural, cívica e cidadã, beneficiou 184 artistas, produtores musicais e homens da cultura.

Por tudo isso, manifestou a intenção do Ministério da Educação em aprofundar e melhorar o projecto, em parceria com o Ministério da Cultura e das Indústrias Criativas e com os próprios promotores, para o mesmo possa chegar a todas as ilhas do país numa segunda fase.

Se tal acontecer, garantiu que vão permitir que os artistas continuem a partilhar as suas experiências com os professores e alunos, e, ao mesmo tempo, permitir que os mesmos possam ter algum rendimento, sobretudo neste tempo difícil, em que têm poucas oportunidades de realizar eventos culturais.

Durante o workshop, os artistas e profissionais do sector musical passaram a sua experiência de trabalho e de vida aos alunos, para que os mesmos tenham uma maior sensibilidade para o sector como uma escola de valores e uma opção de vida como profissão.

O mesmo teve como objectivo contribuir para o reforço do ensino da arte, para estimular os alunos na produção artística e não menos importante, contribuir para uma boa saúde mental e psicológica dos adolescentes neste momento da crise sanitária e as suas restrições sociais.

Esta iniciativa enquadra-se no plano de actividades da comemoração da proclamação dos 30 anos da liberdade e democracia, promovida pela empresa Ritmo de Som Eventos, em parceria com o Ministério da Educação.

Paralelamente, o titular da pasta da Educação presidiu o acto da inauguração da sala de música na Escola Secundário do Tarrafal de Santiago.

FM/CP
Inforpress/Fim 

Share on facebook
Facebook
Share on twitter
Twitter
  • Galeria de Fotos