Search
Generic filters
Exact matches only
Search in title
Search in content
Search in excerpt
Filter by Categories
Politica
Desporto
Economia
Sociedade
Ambiente
Cooperação
Cultura
Internacional
Destaques
Eleições

Projecto de transformar CERMI num centro de excelência para a sub-região já está em curso (c/áudio)

Cidade da Praia, 07 Set (Inforpress) – O projecto para a transformação do Centro de Energias Renováveis e Manutenção Industrial (CERMI) num centro de excelência, financiado em cerca de dois milhões de Euros pela União Europeia já está em curso.

Em entrevista à Inforpress, o coordenador da Unidade de Formação e de projectos do CERMI, Edson Mendes, avançou que este financiamento se destina a um projecto de ancoragem do centro para apoia-lo na sua internacionalização, mais concretamente na regionalização.

Neste momento, ajuntou, o CERMI já estabeleceu parcerias com várias instituições da região da Comunidade Económica dos Estados da África Ocidental (CEDEAO) tendo em conta que sozinho o centro não consegue avançar com este processo.

“Estamos na fase de preparação do processo de formação de formadores a nível da CEDEAO e esses formadores depois ou pelo menos os melhores, a ideia é que depois trabalhem com o CERMI. A ideia é criar uma bolsa de formadores a nível da região que depois vão estar disponíveis para o CERMI tanto para ministrar formação aqui em Cabo Verde como em outras regiões,” destacou o responsável.

Para além da sub-região o Centro de Energias Renováveis e Manutenção Industrial pretende expandir-se também para o mercado da Comunidade dos Países de Língua Portuguesa (CPLP), inclusive o centro já beneficia de um projecto triangular financiado em cerca de dois milhões de euros (cerca de 220 mil contos) pela cooperação luxemburguesa para formar 30 técnicos de São Tomé e Príncipe em Frio e Climatização e Sistemas Fotovoltaicos.

“Já estão na fase final e no mês de Outubro vão regressar para São Tomé onde vão fazer um estágio curricular. Para além de São Tomé, pretendemos trabalhar numa proposta e procurar financiamento para irmos a outros países, nomeadamente a Guiné-Bissau. Portanto, a nossa intenção de internacionalização não é somente na região económica onde estamos inseridos, mas também na CPLP e quem sabe outros países”, concretizou Edson Mendes.

E é com base nesses projecto que o CERMI está também num processo de transformação para se tornar num Centro de Competências de Cabo Verde com o apoio e expertise do Centro de Competências Luxemburguês. Tudo isso, segundo o coordenador, com o fito de criar as condições para que o CERMI possa dar formação e capacitação ao nível da região.

CD/CP

Inforpress/Fim

Share on facebook
Facebook
Share on twitter
Twitter
  • Galeria de Fotos