Projecto de alfabetização para deficientes visuais será implementado em São Nicolau no próximo ano lectivo

 

Cidade da Praia, 24 Jun (Inforpress) – Os municípios de Ribeira Brava e do Tarrafal, na ilha de São Nicolau vão receber no próximo ano lectivo o projecto de alfabetização para deficientes visuais, anunciou hoje a ministra da Educação, Família e Inclusão Social.

Maritza Rosabal manifestou essa intenção do Governo durante um encontro com autarcas do município do Tarrafal, no âmbito da visita oficial que iniciou na quarta-feira, 21, às ilhas de São Nicolau e Sal.

“Nós viemos com uma proposta de, no próximo ano lectivo, criar uma turma aqui de deficientes invisuais e constatamos que esta oportunidade poderá ser implementada no município do Tarrafal com duas classes”, adiantou.

Para além de salas para deficientes visuais que poderá se concretizar em Setembro próximo, a responsável pela pasta da Educação avançou que o seu ministério vai apostar também nos recursos humanos e nas potencialidades.

“Estamos a ver outras questões que pretendemos levar ao Conselho de Ministros, pois, vamos trabalhar no sentido de encontrar soluções que nos permitam aproveitar as potencialidades, e os recursos humanos locais”, acrescentou.

“Temos, a título de exemplo, o caso dos alunos que já terminaram o ensino básico, ou que ingressaram somente nos primeiros anos no ensino secundário. Possuem competências para terminar o curso profissional que lhes vão garantir a entrada de imediato no mercado de trabalho”, este é um outro desafio do Governo, frisou Maritza Rosabal.

No concernente ao estatuto do pessoal docente, a ministra informou que vai haver uma revisão ao documento de modo a inserir também os professores mestrados e doutorados.

“Sobre a questão do estatuto do pessoal docente, queremos dotar para o ano 2019 um plano de implementação das questões que não foram objectos de negociação”, disse, ressaltando que vai se fazer uma revisão ao estatuto, no sentido de beneficiar as classes profissionais que não estão inseridas, como os mestres e os doutores”, indicou.

Por seu turno, o presidente da Câmara Municipal do Tarrafal, José de Brito, congratulou-se com o projecto, atendendo que – segundo afirmou -, vinha apoiando um invisual na Cidade da Praia, que deste modo poderá continuar os estudos no próximo ano lectivo, na sua ilha natal.

Acompanhou a ministra da Educação, Família e Inclusão Social, nesta visita, a presidente do Instituto Cabo-verdiano da Criança e do Adolescente (ICCA), Zezinha Alfama.

AF/FP

Inforpress/Fim

 

 

Share on facebook
Facebook
Share on twitter
Twitter
  • Galeria de Fotos